Web Radio Jesus Cristo Gospel: 2017-05-28

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Donald Trump

Donald Trump conversa com Israel e Palestina e garante ser possível assinar acordo de paz


0
A visita de Donald Trump ao Oriente Médio serviu para o presidente norte-americano renovar uma promessa de campanha: promover um acordo de paz entre Israel e a Autoridade Palestina.
Trump fez menção ao assunto após uma reunião com Mahmud Abbas, presidente da Autoridade Palestina. Sem entrar nos detalhes que travam o acordo, o líder norte-americano garantiu que será possível estabelecer um parâmetro que 
“Através de suas dificuldades vocês criaram uma das terras mais abundantes do mundo, uma terra que é rica não apenas em história e cultura, mas especialmente em espírito. Eu fico admirado com as realizações do povo judeu”, disse em um evento no Museu de Israel, em Jerusalém, prestigiado por políticos e personalidades judaicas.
Ele acrescentou que é preciso que as duas nações deixem de lado “as divergências do passado” e sigam em frente. “Os palestinos estão prontos para um acordo de paz”, afirmou, voltando-se ao primeiro-ministro israelense: “Benjamin Netanyahu quer a paz […] Eu sei que vocês já ouviram isso antes”, avaliou, acrescentando que com “determinação, compromisso e a crença de que a paz é possível, israelenses e palestinos poderão fazer um acordo”.
Ciente das polêmicas, Donald Trump evitou falar sobre os assentamentos israelenses em territórios reclamados pelos palestinos e também sobre a divisão em Jerusalém ou mesmo a solução de dois Estados independentes compartilhando territórios.
Para acalmar as preocupações de israelenses sobre a possibilidade de o Irã, inimigo declarado da nação, obter uma bomba nuclear, Trump afirmou que irá vigiar cada detalhe do acordo assinado pelo ex-presidente Barack Obama para garantir que isso não aconteça. “O Irã não vai ter armas nucleares. O Irã pede a destruição de Israel, mas não com Donald J. Trump”, disse, sob aplausos.
De acordo com informações da CNN, Benjamin Netanyahu agradeceu a amizade de Trump e se ofereceu para trabalharem juntos contra o terrorismo: “Israel nunca teve e nunca terá um amigo melhor que os Estados Unidos da América”, elogiou.

U2 canta música “gospel”


U2 canta música “gospel” em homenagem a vítimas de atentado do Estado Islâmico: “O Reino virá”


0
A banda irlandesa U2 participou do talk show de Jimmy Kimmel e comentou o covarde atentado terrorista de autoria do Estado Islâmico em Manchester, no último dia 22 de maio, quando 22 pessoas perderam a vida, sendo a maioria jovens e adolescentes.
O U2 é uma banda secular de rock, mas seus integrantes são cristãos, e o vocalista, Bono Vox, constantemente expressa sua fé em entrevistas e discursos. Muitas das letras que os músicos compõem são verdadeiras mensagens cristãs, como a clássica I still haven’t found what I’m looking for.
“Ele te elevará ao lugar mais alto/ Ele te levantará quando você chamar/ Ele te dará abrigo na tempestade/ Eu acredito na vinda do Reino/ Quando então pessoas de todas as cores/ irão se tornar apenas uma/ Você quebrou os elos, soltou as correntes/ Você carregou a cruz/ E com ela toda a minha vergonha/ Você sabe que eu acredito nisso”, diz a letra da canção, que poderia facilmente ser entoada em um culto.
Essa música, lançada com o álbum Joshua Tree em 1987, foi usada pelo U2 na entrevista na última quinta-feira, 25 de maio, para enviar uma mensagem de esperança. “Eles odeiam a música, odeiam as mulheres, odeiam até as meninas. Eles odeiam tudo o que amamos e o pior da humanidade estava em Manchester”, disse Bono, referindo-se aos extremistas.
talk show de Jimmy Kimmel é um dos mais populares do planeta atualmente, e a entrevista do U2 teve grande repercussão na Europa e também na América. Bono afirmou que cantaria I still haven’t found what I’m looking for por ser é uma “canção gospel para quem tem o espírito inquieto”.
No programa, a banda foi acompanhada por um coral que fazia os backing vocals, e quando a apresentação da música chegava próximo ao refrão, o vocalista convidou: “Vamos para a igreja”.
Assista:

Bono Vox, 57 anos, casado há 35 anos com sua primeira namorada e pai de quatro filhos. Criado na Igreja Anglicana, seguiu na carreira musical e se tornou um dos mais famosos vocalistas de rock.
Em 2016, Bono visitou o pastor Eugene Peterson e o encontro se tornou um documentário sobre Salmos. Nele os dois revelaram ao público que dedicaram 15 anos ao estudo em conjunto dos Salmos, e o vínculo que essa paixão pelo livro criou entre ambos.
Esse ano, o professor de teologia David Taylor lançou outro documentário, com a participação de Bono falando sobre sua busca por Deus, e que a banda U2 foi iniciada “tentando preencher o buraco no coração com música, com meus companheiros de banda”, mas que anos depois, entendeu que “a única coisa que podia preenchê-lo é o amor de Deus”: “Era um grande buraco, mas felizmente Ele oferece um grande amor”, acrescentou.
No documentário ele também comentou sua recente visita a Jerusalém e disse que após décadas de reflexão, chegou a conclusão que o amor de Deus mudou sua vida desde a adolescência e que o Evangelho “precisa ser pregado”, mesmo que o mundo não esteja ouvindo.

Cuidado com Este Jogo Maligno

Far Cry 5 polemiza ao colocar seita que distorce o cristianismo como vilã do game; Confira

 
0
Far Cry 5 é o novo título da franquia de games que tornou-se famosa por abordar temas ligados ao terrorismo e mostrar adversários dos Estados Unidos como vilões. Toda essa retórica carregou muitas polêmicas ao longo dos anos, e agora o novo jogo promete reprisar a controvérsia ao envolver uma seita religiosa que distorce o cristianismo.
Os detalhes do jogo Far Cry 5 foram revelados na última semana, através de cartazes e um trailer que explicam a trama do jogo e mostra um grupo extremista religioso causando destruição no condado fictício de Hope, no estado de Montana, matando “pecadores” e tomando outras pessoas como reféns.
Desenvolvido pela Ubisoft, o jogo coloca os fãs em luta contra uma seita que distorce o cristianismo e condena todo tipo de lazer e tradições culturais. Onde encontram oposição, os membros da seita se valem da violência para impor sua visão de mundo e a adoração ao seu líder, que acredita ser alguma divindade.
“Sei que estão sofrendo, porém estou aqui para lhes dizer que o sofrimento é uma escolha, e vocês podem escolher um caminho melhor. Nós queremos vocês, nós te aceitamos, e vamos levá-los. Mesmo que à força. Alguns de vocês podem querer lutar, mas no final, todos vão nos agradecer. Eu sou seu pai, e vocês são meus filhos”, diz o vilão do jogo, no trailer.
De acordo com informações do portal The Christian Post, os desenvolvedores teriam usado uma Igreja Presbiteriana como modelo para reproduzir no mapa do jogo um templo cristão que é invadido e destruído pela seita.
O cartaz principal do jogo mostra o líder da seita em uma mesa, rodeado por seus seguidores, em uma paráfrase da cena pintada por Leonardo Da Vinci no famoso quadro A Última Ceia, em que Jesus é retratado cercado por seus discípulos antes da traição de Judas.
Cristãos dos EUA estariam manifestando incômodo com a abordagem do jogo, por uma suposta insinuação de que a pregação do Evangelho tem potencial extremista.
O lançamento do jogo ainda está distante, e acontecerá no dia 27 de fevereiro de 2018, se não houver nenhum atraso significante na finalização do desenvolvimento. Far Cry 5 estará disponível para as plataformas PlayStation 4, XBox One e PC.
Confira no vídeo abaixo o trailer do jogo, legendado em português:


Os Ignorantes

Billy Graham exorta: “Ignorantes sobre a Palavra de Deus são ignorantes de Sua vontade”

 
0
O evangelista Billy Graham se mantem ativo, compartilhando a mensagem do Evangelho através de artigos em que ajuda a esclarecer dúvidas de cristãos e incrédulos a respeito da Bíblia Sagrada.
Em seu novo texto, o veterano evangelista foi questionado por um leitor sobre o que leva o cristão a se desinteressar pela leitura da Bíblia Sagrada, já que ele tinha como meta concluir o livro ainda este ano, mas acha que não conseguirá cumprir.
Aos 98 anos de idade, Graham continua didático, simples e objetivo, características que ajudaram a impulsionar seu ministério de evangelismo décadas atrás. Para ele, o que falta para as pessoas que não têm interesse pela Bíblia é conhecer a vontade de Deus.
“Se formos ignorantes da Palavra de Deus, seremos sempre ignorantes da vontade de Deus”, afirmou, explicando que os relatos da Bíblia, apesar de serem sobre fatos de milhares de anos, formam um retrato de quem Deus é, e Ele não mudou.
“Assim como Deus trabalhou na vida das pessoas naquele tempo, Ele quer trabalhar em nossas vidas hoje”, disse o evangelista. “Eles viviam em um mundo diferente, mas tinham os mesmos problemas e dúvidas que temos. A Bíblia fala sobre isso: ‘Essas coisas aconteceram a eles como exemplos e foram escritas como advertência para nós, sobre quem tem chegado o fim dos tempos (1 Coríntios 10:11)’”.
O artigo de Billy Graham, publicado pelo jornal BG Daily News, aponta ainda para a possibilidade de seguir um plano de leitura prático, que auxilia na tarefa de compreensão do contexto bíblico em torno de Jesus Cristo.
“Em vez de começar no início (como fazemos com outros livros), sugiro que você comece no centro — com um dos Evangelhos que falam sobre Jesus Cristo (geralmente eu sugiro o livro de João). Jesus é o centro da Bíblia. O Antigo Testamento aponta para Ele e o Novo Testamento diz sobre Ele. Você pode descobrir outras partes da Bíblia mais tarde”, escreveu.
“Peça a Deus para te ajudar enquanto você lê — não apenas para entender o que está acontecendo em uma determinada passagem, mas para perceber o que isso significa em sua vida hoje. A atitude de Jó pode se tornar a sua: ‘Não me afastei dos mandamentos dos seus lábios; dei mais valor às palavras de sua boca, do que ao meu pão de cada dia (Jó 23:12)’”, concluiu.

Desafio Vencidos

Pastora, mãe de Katy Perry relata desafios com a filha: "O diabo tenta roubar minha alegria"

Mary Hudson é mãe de uma das cantoras de maior sucesso do mundo, mas sofre com o afastamento da filha de Deus.
  •  
  •  
  • google plus
  •  
  • pinterest
  • Katy escrevia e cantava canções de adoração quando mais nova, em sua igreja. (Foto: Jean Nelson)
    Katy escrevia e cantava canções de adoração quando mais nova, em sua igreja. (Foto: Jean Nelson)
    Mary Hudson é esposa de pastor, ministra do Evangelho, escritora e mentora para muitas mulheres cristãs. Mas ela também é a mãe de uma das artistas mais famosas do mundo, a cantora pop Katy Perry. Por essa razão, muitos cristãos podem estranhar o casal. "Eu recebo muitas reações negativas", disse Mary durante uma entrevista no Havaí, onde ela estava hospedada para uma conferência feminina.
    "As pessoas nos perguntam: ‘Como você pode ter uma filha assim?’". Certamente, Mary não esperava que as coisas ficassem desse jeito. Quando ela estava grávida de Katy, um evangelista orou por ela e declarou: "Esta criança fará algo grande para Deus". Quando Katy tinha nove anos, um ministro profetizou que ela ficaria diante de reis e presidentes.
    Katy escrevia canções de adoração quando era mais jovem e tocava na igreja. “Quando ela cantava para o público cristão, a unção de adoração era incrível”, lembra Mary. "As pessoas simplesmente choravam".
    Os Hudsons criaram seus filhos para servir a Deus. Katy, junto com a irmã mais velha e o irmão mais novo frequentavam escolas cristãs. Katy também tentou se tornar uma cantora gospel, mas o álbum cristão que ela lançou em 2001 não vendeu.
    Então ela se mudou para Hollywood aos 17 anos e assinou um acordo com uma gravadora secular. Ela se tornou uma sensação em 2008 com o lançamento de seu single, "I Kissed a Girl". Mary ficou devastada quando ouviu aquela música e percebeu que sua filha estava indo na direção errada. "Eu senti como se tivesse sido atingida por uma parede", disse Mary.
    A voz poderosa de Katy, a capacidade de composição criativa e o peculiar estilo artístico impulsionaram sua carreira. Ela se tornou uma das artistas musicais mais vendidas de todos os tempos e agora vale 125 milhões de dólares, aos 32 anos. Ela é um nome familiar em todo o mundo. Ela até fez um show privado na Casa Branca para o presidente Obama, e sua popularidade subiu mais ainda quando realizou um show para o Super Bowl em 2015.
    Seus fãs adoram sua versatilidade, sua personalidade artística ultrajante, sua feminilidade espalhafatosa e sua sensualidade desenfreada. Eles assistiram Katy mudar a cor do cabelo de morena para azul elétrico, do rosa para loiro. Eles riram de seus trajes loucos. Katy tem mais seguidores do Twitter do que qualquer outra pessoa e a maioria de seus fãs sabe que ela foi criada em uma casa cristã por pais conservadores.
    Distância de Deus
    Katy se desviou de sua educação cristã, embora o nome "Jesus" esteja tatuado em seu pulso. E no seu mais novo álbum, Witness, que será lançado no dia 9 de junho, ela exibe um novo nível de sexualidade exagerada que faz a maioria das pessoas ficarem com vergonha. Seu novo clipe para o single mais recente "Bon Appetit" pode ser descrito melhor como “soft porn”.
    Como uma mãe cristã lida com essa situação? “Não é fácil. O diabo definitivamente tenta roubar minha alegria", disse Mary. "Às vezes eu tenho que lutar contra a depressão". Alguns anos atrás, Mary ancorou sua alma ao Salmo 113: 9, que diz: "Ele dá uma morada à mulher estéril, fazendo dela alegre mãe de filhos. Louvado seja o Senhor!"
    Esse versículo inspirou ela a escrever um livro em 2015. Mary acredita que se você quer que seus filhos vivam para Deus, "você precisa ficar feliz e permanecer debaixo da proteção de Deus. É como quando um avião decola em uma tempestade. O trovão e o raio podem estar em fúria, mas uma vez que você atinge 30 mil pés, o sol sempre está brilhando", comentou.
    Os amigos íntimos de Mary também a apoiam incondicionalmente. E ela pede a novos amigos que concordem com ela em oração por uma mudança milagrosa em sua filha. Mary acredita que os pais dos filhos pródigos devem se concentrar em outros, em vez de pensar em sua própria dor. Nos últimos 11 anos, ela serviu mulheres que participaram de suas conferências.

    Os Néscios ficarão loucos

    "Um ateu não consegue provar cientificamente que Deus não existe", diz cientista cristão

    Adauto Lourenço é um conhecido cientista que adota a linha do criacionismo e destacou que a discussão sobre a existência de Deus não está limitada à Ciência.
  •  
  •  
  • google plus
  •  
  • pinterest
  • Conhecido por seus estudos aprofundados sobre comprovações científicas dos relatos bíblicos sobre a criação do mundo e também outros fatos sobrenaturais, o cientista Adauto Lourenço falou um pouco sobre como deve ser uma abordagem adotada em uma conversa com um ateu.
    Questionado sobre qual seria a melhor forma de apresentar a mensagem do Evangelho a um ateu - que usa a ciência para questionar a existência de Deus - o cientista explicou é preciso deixar de gastar esforços com o desnecessário, como por exemplo, provar cientificamente a existência de Deus.
    Professor Adauto esclareceu que não existe um formato específico para essa abordagem, mas há fatores importantes a serem considerados.
    "Não há uma fórmula mágica, mas existe algo muito interessante que nós podemos trabalhar, que é o seguinte: eu consigo provar cientificamente que Deus existe? A resposta é não, porque isso é uma questão de fé. Mas um ateu conseguiria provar cientificamente que Deus não existe? A resposta é não, porque isto também é uma questão de fé", explicou o cientista.
    Buscando ser ainda mais claro em sua explicação, Adauto citou um episódio que vivenciou ao conversar com um cientista ateu e conseguiu fazê-lo reconhecer "a possibilidade de Deus existir".
    Depois de dar uma palestra em uma universidade, Adauto foi abordado por um professor ateu, que elogiou sua exposição, mas tentou sugerir que ela seria meramente construída sob princípios religiosos.
    "Ele veio conversar comigo e disse o seguinte: 'muito interessante [a palestra], mas eu imagino que você acredite em Deus'. Eu respondi: 'sim, eu acredito em Deus", contou Adauto.
    "A proposta que eu fiz para ele foi a seguinte: 'Eu acho muito interessante a sua posição. Na sua posição, se morreu, acabou?'. Ele me respondeu que sim e eu continuei: 'Mas a minha posição é melhor", acrescentou.
    Adauto Lourenço explicou àquele professor sobre a certeza, de que pela fé, viverá a eternidade feliz, mesmo após a morte.
    "Se a sua posição for verdadeira, nós dois morremos felizes, porque acreditamos no que queremos, mas e se a minha posição for verdadeira? Eu morro e continuo feliz", explicou Adauto ao professor ateu.
    O professor acabou reconhecendo e considerando a possibilidade da existência de Deus: "Se Deus existe...".
    Após seu relato, Adauto Lourenço destacou que a discussão sobre a existência de Deus não cabe no campo da ciência, porque nenhuma das partes conseguiria comprovar sua posição por meio dos conhecimentos científicos.
    "O que precisamos entender é que nós estamos tratando de fé", finalizou.

    Oportunidade em São Paulo
    Quem quiser assistir a uma palestra do professor Adauto Lourenço terá a oportunidade de fazê-lo durante o Encontro Nacional de Universitários, em São Paulo.

    Com o tema "A Razão da Fé", o cientista estará junto a diversos outros mestres e doutores falando a jovens sobre como se portar de maneira que reafirme a sua fé no ambiente acadêmico.
    O evento será realizado em Sumaré (SP), de 28 a 30 de julho, na Estância Árvore da Vida.

    Buscando o Refugio no Senhor

    Vídeo mostra policial orando em ataque terrorista na boate de Orlando; assista

    Um pequeno vídeo mostra momentos do ataque terrorista à boate gay Pulse (2016) e um dos policiais pede proteção a Deus, durante o tiroteio.

    Um oficial de polícia da Flórida pode ser ouvido orando e pedindo a proteção a Deus, após ser recebidos com tiros pelo terrorista, autor do ataque à boate Pulse, em um dos novos vídeos divulgados nesta semana, que mostram a ação dos policiais, naquela noite de 12 de junho de 2016.
    Com um total de 15 horas de filmagens, lançadas na última quarta-feira pelos jornais 'ABC News', 'Orlando Sentinel' e a emissora 'Fox 35', revelaram os horrores que os oficiais enfrentaram naquela trágica noite, ao enfrentar o atirador, Omar Mateen, que se identificou como um "soldado islâmico".
    O ataque deixou 49 mortos e dezenas de feridos, tornando-se o maior tiroteio em massa na história americana.
    Nas filmagens, o agente da polícia de Belle Isle, Brandon Cornwell, se posiciona próximo ao balcão do bar, enquanto os outros oficiais disparam contra Mateen e instruem-no a sair "com as mãos levantadas".
    À medida que o impasse continua, Cornwell pode ser ouvido fazendo uma breve oração: "Senhor Jesus, cuida de mim".
    O terrorista Omar Mateen, de 29 anos, também manteve outros reféns durante o ataque, que durou três horas e terminou quando a polícia invadiu o prédio e o matou.
    Em um ponto do vídeo, é possível ouvir os policiais entrando no prédio pela primeira vez e um deles grita para Mateen: "Deixe-me ver suas mãos, saia com as mãos para cima ou você vai morrer!".
    Em outros clipes, oficiais podem ser ouvidos expressando seu choque sobre a carnificina: "Isso vai chegar a números astronômicos", diz um oficial. Em outro vídeo, um dos policiais diz: "provavelmente temos cerca de 20 vítimas desse tiroteio... vamos precisar de muitas pessoas para ajudar".
    "Quem ainda tem luvas para que possamos verificar o pulso daquela pessoa, alguém verificou esta aqui?", outro oficial oficial pergunta. Alguns segundos depois, outros oficiais dizem: "Não tem pulso".
    Outros vídeos mostraram oficiais limpando a entrada, um dos banheiros, ajudando as vítimas lá fora e ajudando as vítimas a saírem do prédio, de acordo com o jornal 'Orlando Sentinel'.
    A filmagem também inclui gravações de discussões de negociadores da polícia com Mateen, durante o impasse no banheiro após sua disputa de assassinato.
    "Quero que você saiba que estou em Orlando e sou o autor do tiroteio. Prometo minha fidelidade a al-Baghdadi em nome do Estado islâmico", disse ele, referindo-se a Abu Bakr al-Baghdadi, líder do grupo terrorista.
    "Vocês precisa dizer ao governo dos EUA para parar de bombardear com ataques aéreos", acrescentou o terrorista.

    Efeitos do Ataque
    A família de Mateen, desde então assegurou que o ataque não teve "nada a ver com a religião" e disse que o atirador não era particularmente religioso, de acordo com a CNN. O pai de Matten disse aos repórteres que seu filho pode ter cometido esse crime porque viu "dois homens se beijando no centro de Miami há alguns meses".
    No entanto, em uma postagem de seu blog, o evangelista Nabeel Qureshi [ex-muçulmano], integrante dos Ministérios Internacionais de Ravi Zacharias, descartou as alegações da família, afirmando que, embora muitos muçulmanos sejam "pessoas amorosas e pacíficas, que nunca queriam machucar qualquer americano ou homossexual", o próprio Islã "sempre ensinou sempre que homossexuais devem ser executados".
    "Como não reagimos contra todos os muçulmanos, apesar do fato de que o islamismo sempre ensinou essa violência?", questionou Qureshi. "Minha resposta é simples: a verdade e o amor. Isso pode parecer trivial ou fantasioso, mas não estou defendendo um amor caprichoso ou sem fundamento, o que nunca ficaria em face da Jihad".
    Ele acrescentou: "Eu acho que devemos responder com um amor baseado em verdade e auto-sacrifício, refletindo a pessoa e o coração de Jesus Cristo. Afinal, ele morreu, não matando seus inimigos, mas perdoando-os. E os cristãos devem seguir os passos de seu Salvador".

    O Milagre

    Cega é curada por Deus durante batismo nas águas; assista

    Enza Tomaselli foi curada da cegueira durante seu batismo na praia de Catânia, uma comuna na Itália. Confira o vídeo!

    Enza Tomaselli foi curada da cegueira durante seu batismo na praia de Catânia. (Foto: Reprodução)
    Enza Tomaselli foi curada da cegueira durante seu batismo na praia de Catânia. (Foto: Reprodução)
    Uma mulher cega foi curada por Deus durante seu batismo na praia de Catânia, uma comuna na Itália.
    Enza Tomaselli, que era conhecida como “irmã cega”, participou no dia 14 de maio de um batismo organizado pela Igreja Evangélica ADI, liderada pelo pastor Paolo Lombardo, que é membro do Conselho Geral das Assembleias de Deus na Itália.
    Depois de descer às águas com o apoio dos colaboradores da igreja, Carmelo Isaia e Mario Biangiardi, Enza parou por um instante e começou a olhar para os rostos dos homens que estavam ao seu lado.
    Notando que conseguia enxergar normalmente, Enza levantou suas mãos e glorificou a Deus. Naquele dia, ela foi curada de um grau severo de “ptose palpebral bilateral” e “estrabismo convergente”.
    Enza era reconhecida pela junta médica como “portadora de deficiência” por causa de seu diagnóstico, de acordo com a legislação italiana. Depois da cura manifestada no domingo (14), ela não vai mais depender dos benefícios do governo para sobreviver.
    Depois de voltar para a praia, os membros da igreja e os familiares que estavam presentes ficaram emocionados com o agir de Deus na vida de Enza.
    Confira o momento do milagre no vídeo:

    Hieresias

    Igreja Hillsong de Nova York flerta com a agenda GAY

    Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
    A Igreja Hillsong, uma das maiores do mundo, famosa principalmente por causa do seu ministério de louvor se envolveu em um escandalo nos ultimos dias. A polêmica  ordenação de casal homossexual para liderança de um de seus ministérios de louvor da igreja de Nova York tem repercuido negativamente nos canais de comunicação da igreja.
    O fato está ligado à Josh Canfield e Reed Kelly, casados e ex-participaram de um reality show nos EUA, e que são abertamente gays. Para o site Playbill.com, Josh declarou que assumiu a homosexualidade para a Hillsong recebendo em troca compreensão e amor de sua liderança, que aceitou a condição dos dois: “Abri o jogo com minha igreja. Eu sou parte da Hillsong NYC. Sou um dos seus líderes de louvor. Eles foram incríveis. Nada mudou. Agora estou completamente ‘fora do armário’, junto com Reed, que também canta no coro”, disse ele.
    A denominação tem sido cobrada para se manifestar sobre o casamento gay, questão amplamente discutida nos EUA, uma vez que várias igrejas aceitam e apoiam a causa gay. A informação foi publicada pelo site Today Christian.
    A Hillsong de Nova York atrai mais de 7.000 pessoas por semana. Seu pastor, Carl Lentz, tem um visual ‘descolado’, conhecido por seu estilo mais liberal de dirigir a igreja e possuir amizade com muitos artistas, celebridades do mundo do cinema e esporte, inclusive Justin Bieber, que frequenta a igreja. Pelo que parece a igreja segue uma tendência nos EUA, de desmistificar a questão homossexual.
    No ano passado o pastor desta mesma igreja disse que Jesus nunca liberou nenhuma palavra condenatória contra os gays, por isso eles não deveriam ser repelidos das igrejas.
    Na sede da Hillsong, na Austrália, não existe esse tipo de ensinamento feito de forma oficial. Por lá, a inovação no louvor foi apenas a inclusão de músicas seculares. Seu fundador e líder Brian Houston declarou ao jornal The New York Times que a igreja mantém uma “conversa contínua” sobre o assunto.  Na mesma matéria do Times, os nomes de Canfield aparecem citados como “líder do coral”.
    Lentz ignora obviamente todas as vezes que Jesus disse que veio para cumprir a lei, isso inclui os textos do Antigo Testamento onde o homossexualismo é tratado como pecado e abominação. Em entrevista ao site Christian Today, ele foi mais enfático: “Nós temos um monte de homens e mulheres gays em nossa igreja e oro para que sempre tenhamos”.
    No site oficial da igreja não há menção de quem seja o líder de louvor, tampouco algum aviso negando as declarações de Canfield e Kelly. Contudo, no site da igreja no Facebook, há dezenas de comentários sobre o assunto. Até o momento não há nenhum tipo de esclarecimento por parte da mídia oficial da igreja Hillsong de Nova York.
    “Muitas igrejas ditas evangélicas estão tentando serem relevantes  no atual contexto cultural pagão que vivemos. Na verdade elas estão dando as costas para  Deus para serem recebidas pelo mundo!”, disse o presidente da VINACC (Visão Nacional para a Consciência Cristã), Euder Faber.

    Aliança

    Aliança Evangélica recusa "aparições", mas vai apoiar peregrinos


    A Aliança Evangélica Portuguesa vai estar com uma "forte equipe" a apoiar os peregrinos que vão para Fátima, apesar de recusar as "aparições", porque percebeu "a existência de uma necessidade e a convicção em relação ao divino". 
    Em entrevista à agência Lusa, a propósito da visita a Portugal do papa Francisco, nos dias 12 e 13 de maio, o presidente da Aliança Evangélica Portuguesa revelou que vão ter uma "forte equipe", constituída por centenas de pessoas, em particular jovens, a apoiar as pessoas que vão em peregrinação para Fátima. 
    "As pessoas que se dirigem até Fátima nestes dias merecem-nos muita consideração. Percebemos que existe ali uma necessidade e uma convicção em relação ao divino, em relação ao espiritual e nós queremos de alguma forma ser participantes e acabamos por ser", adiantou António Calaim. 
    Segundo o responsável, essa "forte equipe" vai estar a "compartilhar com as pessoas que se dirigem até Fátima, apoiando-as nas suas necessidades, sejam físicas, emocionais ou até espirituais". 
    As equipes serão constituídas por centenas de pessoas, em especial jovens, que "estão a vir para Portugal de vários países da Europa e de outros continentes", que vão organizar-se no terreno para dar apoio nos caminhos. 
    António Calaim garantiu que o objetivo dessas equipes não é vender ideais, já que os evangélicos negam em absoluto que as "aparições" tenham ocorrido, tal como recusam o culto a Maria, "mas para dar um abraço e partilhar a palavra de Deus". 
    O presidente da Aliança Evangélica Portuguesa explicou, aliás, que a importância da visita do papa Francisco a Portugal se resume ao facto de ser alguém com projeção internacional já que, como evangélicos, não se reveem no motivo da visita, ou seja, o centenário das "aparições" de Fátima. 
    "Como evangélicos, recusamos terminantemente essas aparições como sendo de facto. Achamos que há muitas razões para o que pode ter acontecido, a interpretação e a reação que houve", adiantou. 
    No entanto, também diz que é inegável as "centenas de milhares ou milhões de pessoas que se deslocam a Fátima (...) com profundos sentimentos e profundas convicções em relação àquilo que aconteceu". 
    Relativamente ao papa Francisco, descreve-o como alguém por quem a Aliança Evangélica tem simpatia, tal como "ele tem por tantos cristãos evangélicos", mas que continua a promover práticas com as quais os evangélicos não concordam, como "a mariolatria, o culto aos santos, às imagens e até mesmo a chefia da igreja na terra por um homem". 
    Francisco será o quarto papa a visitar Fátima, a 12 e 13 de maio, para canonizar os dois pastorinhos Jacinta e Francisco no centenário das "aparições" na Cova da Iria, em 1917. 
    O papa tem agendados encontros com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a 12 de maio, e com o primeiro-ministro, António Costa, no dia 13. 
    Os anteriores papas a estar em Fátima foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).

    Idolatria e Diabosexologia

    Policiais descobrem que igreja era, na verdade, casa de sexo


    Policiais disfarçados descobriram que um prédio que estava registrado como uma igreja era, na verdade, uma boate de striptease e de troca de casais. O caso ocorreu em Nashville, nos Estados Unidos. 
    Segundo a TV WTVF, a prefeitura da cidade abriu um processo contra os donos do local por "incômodo público" e por violar uma lei local que impede estabelecimentos de entretenimento adulto de operar perto de escolas. 
    A boate, que também funciona como um clube de swing, funcionava no centro da cidade, mas se mudou em 2015. Foi nesta época também que os donos registraram o prédio de funcionamento da unidade como uma igreja, porque o local fica ao lado de uma escola. 
    Os policiais disfarçados visitaram o estabelecimento em março e detalharam tudo o que viram lá dentro às autoridades municipais. Eles encontraram quartos com camas, alguns com paredes baixas que permitiam a visão do que ocorre no no interior. Os policiais também afirmaram ter notado "atividade sexual" no interior do prédio.
    A prefeitura, agora, quer fechar a boate.

    católico não lê a Bíblia

    Pastor Malafaia afirma que católico não lê a Bíblia


    O pastor Silas Malafaia em entrevista à Revista Veja fez críticas ao padre Reginaldo Manzotti e disparou contra os católicos em geral. O líder da Igreja Vitória em Cristo, uma das centenas de dissenções da Assembleia de Deus, não gostou da avaliação do padre Curitibano sobre o crescimento das denominações evangélicas. “A filosofia do ‘me dê um Fusca que eu te devolvo uma Mercedes’ soa bem, embora seja uma balela”, disse o padre Manzotti à Veja. 
    Malafaia discordou e classificou a visão como preconceituosa: “Uma pessoa pode até dar um Fusca esperando uma Mercedes, mas se ele não receber o prometido, pula fora”. O tele-pastor disse que os evangélicos também cresceram em bairros de classe média e alta. “Esse padre está precisando andar mais pelo Brasil para ver se nós evangélicos só pregamos para pobre mesmo”. 
    Não satisfeitos em atacar o padre, o pastor Malafaia vocifera contra os católicos em geral dizendo que estes não leem a Bíblia. “Sabe por que a Igreja Católica não incentiva seus membros a lerem a bíblia? Porque o dia que eles lerem, eles largam. A Bíblia não é dos evangélicos nem dos católicos, é a palavra de Deus. E ela condena a idolatria de ponta a ponta”. 
    “O povo evangélico vê que o dinheiro que eles dão para a igreja fica aqui no Brasil, sendo investido na abertura de novos templos. Nós não mandamos bilhões todo ano para cobrir déficit de corrupto no banco do Vaticano”, disse o pastor. Em dezembro de 2016, Malafaia foi alvo de mandado de condução coercitiva. “Malafaia é suspeito de apoiar na lavagem do dinheiro do esquema, que recebeu valores do principal escritório de advocacia investigado”, informou o Jornal Estadão. O pastor considerou a condução vergonhosa. 
    Padre Reginaldo Manzotti é conhecido como o sacerdote que arrasta multidões, um dos maiores vendedores de livros e CDs, além de irradiar um programa radiofônico diário para 1500 emissoras, além de administrar uma Televisão de inspiração católica. Fundador da Obra Evangelizar é Preciso o sacerdote financiar diversos projetos de promoção da dignidade humana, como assistência a dependentes químicos, crianças e idosos.

    Esta Não Conhece a Historia de Maria madalena

    Angela Bismarchi estuda a Bíblia para virar pastora e polemiza sobre Maria Madalena


    Após se converter ao evangelho, Ângela Bismarchi quer virar pastora. A ex-modelo, famosa por mostrar as belas curvas nos desfiles de Carnaval, agora estuda durante 3 horas por dia a Bíblia e se dedica integralmente aos compromissos religiosos. 
    “É uma mudança radical. Estou seguindo o que aconteceu na minha vida. Fui batizada nas águas e hoje em dia sou cristã”, disse em entrevista ao “TV Fama”. “Eu e o Wagner nos unimos em cristo“, afirmou sobre o marido, Wagner Moraes. 
    Os dois resolveram escrever um livro, “Maria Madalena, mulher de Deus”. Segundo o casal, a intenção é retratar a personagem bíblica como uma mulher apóstola de Cristo, e não uma prostituta. “Ela foi uma mulher muito de Deus, muito devota e resolvemos nos unir para contar a história verdadeira de Maria Madalena”, explicou Ângela. 
    “Recebemos o chamado do espírito santo”, completou Wagner. “Ser cristã não é o que você veste ou o que come, é o que vem de dentro para fora”, afirmou ela, que garante ter abandonado de vez os desfiles de Carnaval.

    A palavra de Deus ela e Remédio para a Alma

    Bíblia ajuda a resolver problemas físicos


    Físicos e matemáticos australianos descobriram a maneira mais compacta de embalar as nanopartículas seguindo o verso da Bíblia sobre a retribuição, informa a revista Nature Communications.
    "Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo", diz o Evangelho segundo Lucas. 
    "Neste verso se mencionam todas as coisas que nós próprios fizemos no laboratório", brinca Mohammad Saadatfar da Universidade Nacional da Austrália em Canberra. 
    No entanto, o físico reconhece que a Bíblia pôs um dos principais problemas matemáticos, físicos e químicos ainda não resolvidos: como embalar os grãos de trigo e de outras estruturas alongadas de maneira mais compacta.

    História bíblica

    História bíblica é tema de concerto no Teatro Amazonas

    Será a primeira vez em vários anos que a Amazonas Filarmônica e a Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica se unirão para formar a Amazonas Festival Orchestra
    Primeiro rei de Israel e Judá, o jovem Davi é considerado uma lenda pelas três grandes religiões monoteístas. Pelos judeus, é visto como o eterno Rei de Israel, de cuja linhagem viria o Messias. Pelos cristãos, o precursor da linhagem de Jesus Cristo. Pelos muçulmanos, profeta e rei de uma grande nação. Segundo a tradição religiosa, o rei é considerado o autor de mais da metade dos 150 salmos do livro bíblico dos Salmos. 

    Mezzo soprano Luisa Francesconi
    E para contar a história do mais famoso dos reis de Israel, o Teatro Amazonas recebe, nos dias 18 e 21 de maio, o oratório O Rei Davi, composto pelo suíço Arthur Honegger, no Concerto Bradesco III. O espetáculo integra as atividades do XX Festival Amazonas de Ópera (FAO). 
    O concerto traz como solistas a soprano Dhijana Nobre, a mezzo soprano Luisa Francesconi e o tenor Juremir Vieira. No papel da Pitonisa, a soprano Isabelle Sabrié, e como narrador, o barítono Homero Velho, que participou da montagem da ópera Tannhäuser, no XX FAO. O concerto, que tem direção musical assinada pelo maestro Otávio Simões, conta com a participação do Coral do Amazonas e da Amazonas Festival Orchestra, uma junção entre a Amazonas Filarmônica e a Orquestra Experimental Amazonas Filarmônica. 

    A obra
    O texto do salmo sinfônico O Rei Davi foi escrito pelo poeta suíço René Morax, para uma peça de teatro de sua autoria inspirada nos livros bíblicos de I e II Samuel, I e II Reis e nos salmos de Davi. A música foi escrita em dois meses pelo então desconhecido Arthur Honegger, em 1921. Dois anos depois, devido ao grande sucesso tanto da peça como da música, o compositor refez toda a orquestração da música do oratório, tendo como resultado uma combinação de vários estilos musicais, que vai do canto gregoriano à música de Maurice Ravel. 
    Dividido em três partes, o oratório conta a história de Davi em alguns pontos-chave de sua vida: a sua unção como rei de Israel pelo profeta Samuel, a sua amizade com Jônatas, filho de Saul, a sua coroação como rei e a unificação das tribos, a cobiça de Davi por Betsabá e a sua punição, e finalmente, a coroação de Salomão, filho de Davi e Betsabá, como rei de Israel. A obra encerra com a narração da profecia de Isaías, que diz que uma flor surgirá do caule de Davi. 

    União de orquestras 
    Neste ano, o Festival traz uma novidade, e justamente na apresentação da obra de Honegger. Será a primeira vez em vários anos que a Amazonas Filarmônica e a Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica se unirão para formar a Amazonas Festival Orchestra. 
    “No Brasil, quase não se executa essa peça. Então nós resolvemos unir as duas orquestras para apresentar para o público da forma como ela deve ser”, ressalta Otávio Simões, regente assistente da Amazonas Filarmônica e diretor musical do espetáculo. 

    O concerto, que tem direção musical assinada pelo maestro Otávio Simões

    Transmissão ao vivo e acessibilidade 
    A primeira récita do concerto, no dia 18 de maio, ás 20h, será transmitida ao vivo pelo canal do YouTube da Secretaria de Estado de Cultura, “Cultura Amazonas”. O canal, que ainda conta com entrevistas e transmissões dos concertos do Festival, pode ser acessado em www.youtube.com/CulturaAmazonas. 
    O XX Festival Amazonas de Ópera, em todos os seus espetáculos, conta com audiodescrição para deficientes visuais, e tradução simultânea do espetáculo para Linguagem de Sinais, para os deficientes auditivos.

    O Tirano Buscando Refugio

    Israel é a fonte das informações que Trump revelou à Rússia

    A revelação acontece poucos dias antes da viagem do presidente americano ao país.
    As informações secretas que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgou ao ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, em encontro na Casa Branca na semana passada, teriam sido fornecidas por Israel, informou o jornal The New York Times, que teve contato com uma autoridade americana e um ex-funcionário de Washington familiares com o caso. A informação deve complicar ainda mais o primeiro giro internacional de Trump,que começa na semana que vem e inclui Israel no roteiro. 
    As relações entre os dois países ficaram tensas depois que um funcionário encarregado de preparar a visita do presidente americano à Israel declarou que o Muro das Lamentações, considerado o local mais sagrado do judaísmo, não pertenceria ao país, e sim à Cisjordânia, ponto nevrálgico no conflito israelense-palestino. O incidente foi relatado pelo jornal local Times of Israel e provocou uma dura reação do governo israelense e obrigou a Casa Branca a retratar-se: “Os comentários sobre o Muro das Lamentações não foram autorizados e não representam a posição dos Estados Unidos e certamente não a do presidente”, afirmou em comunicado. 
    Israel é um dos aliados mais importantes americanos e fonte de informações no Oriente Médio. A revelação de que o Trump gabava-se de algumas das informações mais sensíveis de Israel para os russos poderia prejudicar a relação entre os dois países. Também levanta a possibilidade de que a informação possa ser transmitida ao Irã, ao aliado próximo da Rússia e principal ameaça de Israel no Oriente Médio. 
    Judeus oram no Muro das Lamentações na cidade velha de Jerusalém, em Israel 

    As autoridades israelenses não confirmaram ser a fonte de informação sobre o possível ataque terrorista. Em comunicado enviado ao jornal, o embaixador de Israel nos Estados Unidos, Ron Derner, reafirmou que os dois países trocam informações de contraterrorismo.