Web Radio Jesus Cristo Gospel: 2016-03-13

quinta-feira, 17 de março de 2016

JESUS CRISTO É A TUA VITÓRIA


Qual é o maior sonho de um atleta? Ser o vencedor e subir no pódio! Não creio que exista algum atleta que não tenha esse sonho. Mas para chegar lá há um longo caminho a seguir. Ninguém nasce vencedor. Essa caminhada envolve muito esforço e dedicação.

Numa competição há muitos atletas, mas um só será o vencedor: aquele que conseguir ter a melhor performance de todos os concorrentes na sua modalidade. O atleta precisa, em primeiro lugar, ter o alvo bem focado e observar todas as regras. Nada pode tirar essa concentração. Qualquer deslize pode ser fatal. Fatores importantes a serem observados são: alimentação, descanso, preparo físico, treino, muita vontade de vencer, etc... Isso não é fácil e há muitos obstáculos a serem vencidos. Quantos atletas já sucumbiram por algum detalhe?

A grande verdade é que nossa vida também é uma corrida. A diferença é que essa corrida não é só para um vencedor, mas todos podem vencer. E todos que vencerem receberão um prêmio muito superior ao que um atleta pode ganhar numa competição. A Bíblia diz em 1 Coríntios 9.24-25: “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para a alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível”. No que consiste essa corrida e qual é a vitória? O apóstolo Paulo diz em Filipenses 3.7-10: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo... para o conhecer, e o poder da sua ressurreição...” Ele nos mostra que vale a pena correr, mas que deve ser da maneira certa. Não por força própria, por boas obras, mas sim pela fé em Cristo. Também afirma em Filipenses 3.12: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. Em outras palavras: não estamos correndo sozinhos e não somos os primeiros. Jesus Cristo já correu e venceu por nós quando deu Sua vida na cruz. Ali ele conquistou o prêmio da vida eterna para nós.

Talvez você seja como um atleta que corre sem rumo ou fora das regras da competição. Neste exato momento você tem a oportunidade de mudar. Entregue sua vida a Jesus, inscreva-se em Sua equipe, corra com os recursos que Ele providenciou para você, e Ele transformará a sua vida, e lhe dará o prêmio da vida eterna. Deus quer que você vença! Lemos em João 10.10: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Para conhecer mais do amor de Jesus e tudo que Ele fez por você, leia a Bíblia!

TENHA FÉ EM JESUS CRISTO


A fé vai muito além do sentimento, é uma convicção. Quando Jesus andava sobre as águas em meio a tempestade, Pedro ousou: “se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas” (Mt 14.26). A confiança plena do apóstolo nas palavras de Cristo o fez literalmente pairar sobre a aguaceira…

Que cena! A fé nos dá a capacidade de transpormos a barreira do impossível, pois o alicerce da fé é a palavra de Deus, e não, as circunstâncias. Porém, quando deixamos o sentimento aflorar naufragamos: “mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: Senhor, salva-me” (v. 30).

O apóstolo submergiu porque deixou que seu sentimento, o medo, falasse mais alto do que a palavra do Messias.

Do mesmo modo, muitos crentes deixam a volatilidade dos sentimentos determinarem sua fé. A postura de Tomé é reproduzida na vida de milhões de cristãos: “se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos, não puser a minha mão no seu lado, não crerei” (Jo 20.25).

A declaração de Tomé é o oposto da fé – convicção nos fatos que não se vêem (Hb 11.1) – ele deseja uma constatação, uma prova material, concreta.

Contudo, a fé não se apóia numa realidade física, mas no convencimento do Espírito Santo que a Palavra de Deus é real e não pode cair ao vento… Nas palavras do próprio Cristo a Tomé: “Por que me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram” (Jo 20.29).

O profeta Jeremias declarava: “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas” (Jr 17.9). É o coração que “bombeia” nossos sentimentos, logo, se deixarmos que os sentimentos ditem nossa fé estaremos constantemente afundando nas tempestades da vida ou clamando para “colocar o dedo” nos resultados.

A fé é um dom divino (Ef 2.8), vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm 10.17), mas que pode e deve ser exercitada (Mt 17.20) assim como um grão de mostarda que se desenvolve até se tornar um ramo.

Quanto mais nos apoiarmos nas Sagradas Escrituras e orarmos mais intensa será a manifestação da glória de Deus, produzindo em nós experiência e convicção no poder e na fidelidade divina.

É verdade que a fé nos dá um sentimento de descanso e paz, mas no caso de Pedro, o impulso veio da fé. O apóstolo Paulo ensinava: “Seja a paz de Cristo o árbitro de vosso coração” (Cl 3.15). Assim, podemos ter notícias bombásticas que afetem nosso coração, não obstante, podemos crer e descansar nas promessas divinas, pois Deus nos dá a paz que excede todo entendimento.

Tenha fé!

DEUS TEM UMA PALAVRA PARA VOCÊ

A Bíblia diz: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba (Ele não se deixa desdenhar, ou se enganar...), pois aquilo que o homem semear isso também ceifará” (Gálatas 6.7). A Palavra de Deus é verdadeira, e de Deus não se zomba. 
Se parece que o inimigo tem edificado obstáculos para impedi-lo de alcançar seu propósito, apenas mantenha-se fazendo o que é certo. Falando do Senhor, o salmista disse: “Arrasaste os seus muros e fortificações; reduziste a ruínas as suas fortalezas” (Salmos 89.40). Deus está no controle; se você fizer o que é certo hoje, sua vida será abençoada.
Além de deixar claro que não devemos ter medo, Moisés transmitiu outra ordem de Deus ao povo: “Fiquem firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes trará hoje!” Ex 14:13. O povo de Deus devia permanecer sempre firme na fé, sem se preocupar com o que ocorria ao redor deles. A essência da salvação é que “O justo viverá pela fé” Gl 3:11. Essa mesma fé deve caracterizar nossa vida diária em Cristo. A fé traz estabilidade em tempos de incertezas, ao passo que a falta de fé gera hesitação. As palavras escritas pelo apóstolo Paulo aos cristãos de Corinto também se aplicam a nós: “Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, tenham coragem e sejam fortes.” 1 Co 16:13.

Essas palavras se assemelham à conversa de vestiário antes de um jogo de futebol importante. Na verdade, a ordem de Deus para cada dia de nossa vida é: caminhar sempre pela fé no Senhor.

Não de vez em quando ou na maioria das vezes, o importante é SEMPRE ter fé e coragem no Senhor. Os cristãos cuja fé vacila em períodos de estresse e dificuldades precisam lembrar que “é pela fé que vocês permanecem firmes” 2Co 1:24. Não é necessário “empregar o máximo de esforço” para fazer o certo, mas, sim, ter fé no que Deus pode fazer e fará por nós.

Quando os israelitas se viram encurralados entre o mar Vermelho e o exército egípcio, Deus disse: “Permaneçam firmes na fé”. Os carros de guerra de faraó ameaçavam atacar um povo que não tinha experiência militar alguma, mas Deus disse: “Confiem em mim. EU resolverei a situação”.

A ordem de sempre permanecer firmes Nele foi escrita com o intuito de nos instruir e incentivar, ainda hoje, a enfrentar os problemas e impossibilidades com coragem sabendo QUEM batalha por nós.

Se você duvida da importância de permanecer firme na fé, pense nesta 
alternativa: “Se vocês não ficarem firmes na fé, com certeza não resistirão!” Is 7:9. Se sua confiança em Deus vacila, você está brincando com o perigo e com a derrota. As palavras a seguir não são melodramáticas, mas uma advertência Bíblica:

“Por isso, não abram mão da confiança que vocês têm, ela será ricamente recompensada. Vocês precisam perseverar de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que Ele prometeu; pois em breve, muito em breve Aquele que vem virá, e não demorará. Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele. Nós porém, não somos dos que retrocedem e são destruídos, mas dos que crêem e são salvos.” Hb 10:35-39

Sejam quais forem as ameaças e problemas, obstáculos e dificuldades, devemos buscar a face de Deus e esperar n'Ele com fé.

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO

NOTA DE REPÚDIO

A Associação Paulista do Ministério Público (APMP), entidade que representa mais de 3 mil promotores e procuradores de Justiça, da ativa e aposentados, do Estado de São Paulo, vem a público REPUDIAR as declarações do Ex-Presidente da República, Luíz Inácio Lula da Silva, que ofenderam os Ministros do Supremo Tribunal Federal de "covardes" e sugestionaram a necessidade de "gratidão" ao Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, em razão de sua nomeação para a chefia do Ministério Público Federal.
Na vigência do Estado Democrático de Direitos, a Suprema Corte e seus Ministros exercem papel fundamental na construção de uma sociedade fundada nos valores da cidadania e da dignidade da pessoa humana.
Não é digna a postura de um Ex-Presidente em ofender Ministros da Alta Corte de Justiça e os constranger a adotar qualquer posicionamento jurídico que não seja pautado por suas livres convicções decorrentes de seus notáveis saberes jurídicos.
Do mesmo modo, causa perplexidade a afirmação de que o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, deveria gratidão por sua nomeação para a chefia do Ministério Público Federal.
A construção de um Estado Democrático de Direito, construído sobre o alicerce inarredável do republicanismo, impõe a instransigência necessária e devida dos valores éticos, morais e probos para a construção de uma sociedade justa, livre e igualitária.
O ambiente político não é o palco de atuação do Ministério Público, seja na esfera federal ou estadual. Assim, eventuais embates a serem travados com os demais Poderes Constituídos decorrem estritamente da observância legal, e não das ideologias ou coloridos partidários envolvidos, muito menos de possíveis posicionamentos subservientes ao Governo.
Ao longo das últimas décadas, o Ministério Público consolidou-se como instituição destinatária das mazelas de um povo sofrido, desprovido de seus direitos humanos básicos. Forjou-se como força essencial no enfrentamento de forças políticas e econômicas que impedem o livre desenvolvimento da sociedade e de seu povo.
Não cabe ao Ministério Público a diferenciação entre investigados por certidão de nascimento, cadastro por contribuinte ou pelos sinais de riquezas estampadas, ou não, em suas declarações anuais de rendas, pois todos são iguais perante a Lei.
Também não serve como parâmetro de distinção qualquer predicado pessoal, por cargo ou função anteriormente ocupada, pois ao parquet não interessa títulos nobiliárquicos ou predileções político-partidárias.
Ainda que em momento de grande turbulência política, cujos ânimos se exaltam a medida que malfeitos, crimes e negociatas emergem aos quatro cantos, o Ministério Público, mais uma vez, apresenta-se diante da sociedade com trabalho devidamente desenvolvido e apto para seu jugo legítimo e necessário.
As insinuações do Ex-Presidente Lula apenas ressaltam a necessidade de reforma constitucional para retirar a prerrogativa do Poder Executivo na escolha da chefia do Ministério Público, na esfera federal ou estadual, a fim de que a instituição seja verdadeiramente independente e livre para cumprimento de seus deveres republicanos.
Por todo o exposto, reiteramos nosso REPÚDIO às declarações do Ex-Presidente Lula e RENOVAMOS nossa confiança nas instituições republicanas na preservação dos valores morais, éticos e legais da nação.
 

Planalto precisa provar que é verdadeira a assinatura de Lula no termo de posse enviado à imprensa

dilma_lula_1006
Na noite de quarta-feira (16), após divulgar nota oficial sobre a escandalosa conversa entre Dilma Rousseff e Lula, a Presidência da República disponibilizou aos jornalistas fac-símile do termo de posse supostamente assinado pelo ex-presidente, agora um lobista em fuga com cargo de ministro.
Na nota a presidente Dilma deu mostras de que falta com a verdade continuadamente. Na gravação interceptada com autorização da Justiça, Dilma diz a Lula que um assessor palaciano iria a São Paulo levar o documento (termo de posse), o qual deveria ser usado em “caso de necessidade”. Ou seja, a presidente enviou ao antecessor um termo de posse fraudulento para que o mesmo fosse utilizado no caso de eventual mandado de prisão. A ideia era, mesmo sem o ato formal da posse, dar a Lula o chamado foro privilegiado.
Há nessa estória um amontoado de mentiras e detalhes desconexos. Se a presidente afirma na conversa telefônica que o termo de posse só deveria ser usado em casos extremos, conclui-se que o documento estava devidamente assinado por Dilma para que surtisse o efeito desejado, mesmo diante da fraude arquitetada no Palácio do Planalto. Do contrário, qualquer pessoa dotada de doses mínimas de esperteza – e Lula tem em demasia – produziria um documento semelhante ao oficial.
É importante salientar que um termo de posse assinado apenas por um ministro de Estado não tem a menor validade jurídica. Portanto, as armações ocorreram em cascata depois da divulgação do áudio da conversa criminosa que chocou o País.
Enquanto a notícia ganhava os veículos de imprensa e as redes sociais, Dilma convocou uma reunião de emergência no Palácio da Alvorada, ocasião em que foi decidida a justificativa para um escândalo injustificável. E algum iluminado sugeriu que o termo de posse foi enviado a Lula diante da eventual impossibilidade de o petista não poder participar da cerimônia coletiva de posse marcada para as 10 horas desta quinta-feira (17). Se verdadeira a desculpa de que Lula eventualmente não compareceria à cerimônia palaciana, sua posse dar-se-ia em outra ocasião, como acontece normalmente. O desespero por um documento que garante o foro privilegiado confirma a manobra que fez inveja a Don Vito Corleone, personagem de Marlon Brando em “O Poderoso Chefão”.
Acontece que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, assim como vários integrantes do partido, anunciaram na rede mundial de computadores, na manhã de quarta-feira, que a posse de Lula aconteceria no próximo dia 22. Tanto é assim, que Rui Falcão tratou de convocar a militância para promover uma grande festa, em Brasília, no dia da posse do ex-presidente no comando da Casa Civil.

O grampo no celular de Lula aconteceu às 13h32, sendo que a derrubada do sigilo ocorreu por volta das 16h30 e a divulgação da gravação pouco depois das 18 horas. A nota da Presidência foi distribuída aos jornalistas depois das 20 horas.
A cronologia dos fatos mostra que o termo de posse entregue a Lula, em São Paulo, não poderia ter retornado a Brasília em tempo hábil para ser disponibilizado à imprensa às 23h05 da quarta-feira. Caso o documento estivesse de fato no Palácio do Planalto, o mesmo deveria ter sido divulgado juntamente com a nota da Presidência da República. O que não aconteceu.
Considerando que Dilma afirmou que enviaria o termo de posse para Lula usar apenas em caso de extrema necessidade (leia-se prisão), não havia sentido o ex-presidente devolver um documento que precisava ter em mãos. Essa linha de raciocínio serve para cobrar do governo do PT que prove ser verdadeira a assinatura que consta do fac-símile divulgado pela assessoria de imprensa da Presidência.
Sobre a interceptação telefônica autorizada pelo juiz Sérgio Moro, a mesma vinha ocorrendo há alguns dias e no momento da conversa o escorregadio Lula ainda não havia sido oficializado como ministro. A edição extra do Diário Oficial da União, que trouxe a nomeação de Lula, só saiu no final da tarde de quarta-feira. Portanto, no momento do grampo e da quebra do sigilo Lula ainda não gozava de foro privilegiado.
Há nesse imbróglio outros detalhes importantes a serem considerados. O primeiro deles é que a posse só se efetiva com o ato em si, o que não aconteceu até a publicação desta matéria. De tal modo, Lula poderia ser preso a qualquer momento, principalmente porque no documento divulgado à imprensa não consta a assinatura da presidente da República, como já mencionado anteriormente. No termo de posse há um trecho em que o empossado assume “o compromisso de exatidão no cumprimento dos deveres, bem como estrita observância às normas vigentes do Código de Conduta da Alta Administração Federal”. Sendo assim, fica configurada a fraude com a participação de ambos, talvez de outros mais. Afinal, trata-se de uma operação típica dos mais experientes mafiosos.
No escopo do polêmico documento fica patente que tanto Dilma quanto Lula não cumpriram os deveres, assim como não observaram de forma estrita as normas do Código de Conduta da Administração Federal. Em outras palavras, ambos cometeram um crime premeditado, cabendo à Justiça puni-los exemplarmente, o que não impede que a população indignada saia às ruas para pedir a renúncia de Dilma e protestar contra a nomeação de Lula como ministro.
Partindo do pressuposto que no escândalo em questão há um flagrante crime de fraude processual – para ser minimalista –, não seria maldade, pelo menos para a “companheirada”, produzir um termo de posse fajuto e falsificar a assinatura de Lula para, em ato de extremo desespero, aplicar um drible na imprensa e dar uma satisfação mambembe à sociedade.
posse_lula_1001

Janot: ninguém é imune a investigações

Procurador foi questionado sobre a possibilidade de abrir um inquérito contra Dilma, suspeita de tentar obstruir as investigações da Lava Jato
Procurador-geral da República está na Suíça / Marcelo Camargo / Agência BrasilProcurador-geral da República está na Suíça
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou nesta quinta-feira (17), que ninguém é imune a investigações. Ele está na Suíça e foi questionado, sobre a possibilidade de pedir a abertura de um inquérito contra a presidente Dilma Rousseff, suspeita de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

"Nosso trabalho é republicano. Não há pessoa fora de investigação", disse em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

De acordo com a publicação, quando foi questionado se ser presidente impediria um inquérito, ele respondeu: "De jeito nenhum, de jeito nenhum". Diante da insistência, Janot disse: "Não tem nada decidido". Mas voltou a comentar sobre a imunidade de Dilma. "Ninguém (está imune), ninguém". 

Marisa Letícia está com suspeita de H1N1

Ela está com uma gripe muito forte e foi medicada após a febre chegar a 39 graus; há uma chance de que Lula não compareça à posse dele em Brasília
Ela não está internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, ao contrário de alguns rumores que surgiram / Mastrangelo Reino/FolhapressEla não está internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, ao contrário de alguns rumores que surgiram












A esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia, está com uma gripe muito forte – há suspeita de que seja H1N1 - e foi medicada após a febre chegar a 39 graus, nesta quinta-feira. As informações são da colunista daBandNews FM Mônica Bergamo. 

Ela não está internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, ao contrário de alguns rumores que surgiram nesta manhã.

Há uma possibilidade de que Lula não compareça à posse dele em Brasília no cargo de ministro da Casa Civil caso o quadro de Dona Marisa se agrave.

O fato ocorre em meio ao turbilhão políticoenvolvendo Lula, que teve os áudios de conversas com a presidente Dilma Rousseff divulgados pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato. 

Você viu essas notícias?

Assista:

Fotos:

PODE CUSTAR CARO ‘ARMAÇÃO’ DE DILMA PODE LHE CUSTAR O MANDATO GRAVAÇÃO DE DILMA PODE SER PROVA DE CRIME DE RESPONSABILIDADE



SEM COMENTARIOS


ROMEU E JULIETA
Não só os ingênuos. Também os que sofressem de deficiência intelectual 
tinham que ser tutelados. Isso vem desde as Ordenações Filipinas, 
o primeiro conjunto de leis a vigorar no Brasil.
Quando D. Pedro I abdicou do trono de Imperador do Brasil e saiu rápido 
em ventos favoráveis para Portugal onde passou a reinar como Dom Pedro IV porque
 a Constituição do Brasil 
não lhe permitia governar dois países ao mesmo tempo, o seu único filho varão, 
Dom Pedro II, tinha apenas cinco anos.
A saída foi entregar a chefia do Governo, sem quebra do Império, 
a uma Regência Trina Provisória que logo se transmudou em Regência 
Trina Permanente sob a liderança do 
Padre Feijó. Depois foi até Regência Uma. E tal.
Na sequencia, o Golpe da Maioridade pelo qual o herdeiro do T
rono deixou de ser menor idade. 
A Junta dos Regentes levou o garoto ao Paço da Cidade onde 
foi recebido pelo Povo como 
o novo Imperador. Para que fosse visto por todos subiu num tamborete 
do qual agradeceu aos aplausos acenando aos 
súditos com um lenço branco.
Dom Pedro I, que depois do Grito do Ipiranga – independência ou morte, em São Paulo 
– andou se desentendendo com José Bonifácio de Andrada e Silva, 
um homem muito culto e líder maçônico que nem ele, 
pouco antes de partir resolveu nomeá-lo tutor do garoto.
Bonifácio, a grande força por detrás do trono, 
governava de fato e o garoto não só olhando, mas estudando, foi aprendendo. Deu certo. 
Muito certo. Dom Pedro II
 foi inquestionavelmente o maior estadista do Brasil.
Agora, tirando a Fafá de Belém e o Ivan Lins que 
de tempos em tempos ficam a morar em Lisboa, 
ninguém mais voa a Portugal nomeando antes 
um Andrada ou um Silva tutor de seu filho. Ou filha.
As tutelas politicas em nossa contemporaneidade 
agora são outras. Se espraiam invisíveis, mas garbosamente, 
pelos Municípios, pelos Estados e agora também 
até pelo Palácio do Planalto. E não é para compensar menoridades, não.
Nos casos dos Municípios e também de muitos 
Estados as tutelas se realizam muito discretamente, 
mas sem nada que impeça eventuais vazamentos.
É por aí que se sabe que os agiotas tem nas 
mãos documentos com os quais deixarão os eleitos em petição de 
miséria se não resgatarem, com juros incríveis, 
as dividas contraídas enquanto candidatos para o
 financiamento de suas campanhas.
Nos Governos estaduais, em muitos casos, 
não é só a entrega de pastas com recursos certos tipo DETRAN
ou empresas estatais com obras de infraestrutura.
No caso do Governo Federal e de segmentos fortíssimos 
do Congresso Nacional não há mais quem duvide que 
os desvios bilionários aconteceram em empresas 
estatais, sob a forma de contratos superfaturados p
ara grandes empreiteiras, especialmente a 
PETROBRAS, tudo sob o pretexto de doações 
para as campanhas eleitorais de candidatos governistas.
É de dar nojo e vergonha o que estamos 
sabendo sobre os gestores públicos do 
nosso Brasil ao longo destes dois últimos anos de Operação Lava Jato.
Em outros casos, ainda nos Municípios e de forma mais abafada em alguns Estados, 
a moeda de troca são algumas Secretaria como a de Saúde e a de Educação porque 
nestas o dinheiro vem 
de repasses federais obrigatórios. A agiotagem tutela não só os Prefeitos que financiou. 
Também os Secretários que indica.

Edson Vidigal, Advogado, foi Presidente do Superior Tribunal de Justiça 
e do Conselho da Justiça Federal.

O ARTIGO DA NOTICIA


DA LITERATURA POLICIAL: O CRIMINOSO SEMPRE VOLTA AO LOCAL DO CRIME
  •  
  •  
  •  
Brasília – Quando o ex-presidente Lula mandou que a Justiça “enfiasse o processo dele no cu”, como mostra a gravação do celular da deputada Jandira Feghali, sabia o que estava dizendo. Dias depois, ele voltaria ao Palácio do Planalto como superministro, o mesmo local de onde comandou todos os crimes contra os cofres públicos. Lá, agora, chega como denunciado em vários crimes: lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e formação de quadrilha. Mesmo com todo essa folha corrida, continua sendo apoiado pelo PMDB, um partido de Maria vai com as outras, que não consegue encontrar uma saída ética e política para a crise do país.

Ao desabafar diante do delegado da Polícia Federal, no aeroporto de Congonhas, que iria ao Janot (Rodrigo Janot, Procurador-geral da República) quando toda essa “porra” acabar, referindo-se as investigações do seu tríplex e do sítio de Atibaia, Lula queria mostrar que tinha intimidade com o procurador. E a comprovação desse convívio também não demorou a aparecer. Saiu da antessala da Procuradoria o nome para assumir o Ministério da Justiça. Quer mais: quando a Dilma foi acuada pelas denúncias do senador Delcídio do Amaral que colocou sob  suas costas a responsabilidade pela compra da refinaria de Pasadena, a presidente, em sua defesa, mostrou para todo o país o parecer do Janot que não só a inocentava como livrava a cara de todos os conselheiros da Petrobrás que, à  época, lesaram a Petrobrás.  

Agora, com a confirmação da delação de Delcídio de que a Dilma esteve à frente das negociações da refinaria é de se perguntar ao Procurador-geral se não foi precipitado o veredito que a inocentou. A recondução de Janot ao cargo de Procurador Geral da República certamente não foi mera coincidência.

É assim que a coisa funciona na republiqueta das bananas. Lula, no poder, vai deitar na sopa. Arrotar prepotência diante dos seus vassalos no Congresso Nacional que tremem de medo de uma provável delação premiada do ex-presidente. Ora, se o Delcídio, ao abrir o bico, criou esse bafafá todo, imagine uma confissão de Lula que chefiou – e chefia – durante mais de uma década essa máfia de políticos e empresários. Não ficaria pedra sobre pedra se tal coisa acontecesse.

Durante os últimos anos, o Lula foi ocupando os espaços no governo porque há muito tempo a Dilma deixou de governar. Prefere os passeios de bicicletas, a modelagem do corpo; as viagens para o exterior onde se hospeda em hotéis luxuosos e restaurante requintados ao trabalho de administrar o país para o qual foi eleita por mais de 50 milhões de pessoas. Dilma traiu todos esses eleitores que, enganados ou não, votaram nela para presidente. Agora, por inépcia e incompetência, vê-se prisioneira dentro do Palácio do Planalto que, na verdade, virou um depósito de futuros presidiários.

Lula se impôs diante dela. Exigiu um cargo com poderes absolutos. É o mesmo que o José Dirceu exerceu para corromper os políticos e seus comparsas petistas que se envolveram no mensalão. Assusta a nação só em pensar que foi desse gabinete que Dirceu e, depois Dilma, comandaram o maior assalto às empresas públicas do país, cujos responsáveis estão sendo condenados pelo juiz Sergio Moro. O ex-presidente escolheu bem o ministério de onde vai comandar novamente a engrenagem do clientelismo porque é por lá que passam os políticos fisiológicos em busca de um troquinho para as sua campanhas.

A valentia de Lula diante do delegado da Polícia Federal era só bravata, como agora os brasileiros veem.  Acuado pelo juiz Sérgio Moro, ele foi se esconder embaixo da saia da Dilma, uma atitude covarde, humilhante e desprezível para um homem público. De lá, certamente só sairá para confabular com seus amigos ministros do STF, de quem ele se vangloria de tê-los como afilhados. Afinal de contas, espalha, eles só estão no cargo pela força da sua caneta.  Como também ministro, resguardado pelo foro privilegiado, vai discutir com eles de igual para igual. Os crimes cometidos, por enquanto, vão dormir na gaveta dos seus amigos e leais ministros do tribunal.

quarta-feira, 16 de março de 2016

A CIDADE DE UBATÃ HOJE TOMOU MAIS UM RUMO AO DESENVOLVIMENTO COM OS APOIOS POLÍTICOS

a cidade de Ubatã hoje esta com uma nova caminhada, onde a Pré candidata Rosana Magalhães recebeu o apoio politico do Vereador Nino Maragom
Aqui Rosana e Adaílson Magalhães e o Vereador Nino Maragom
Aqui o Presidente Atual da Câmara Municipal de Vereadores Fernando Fernandes e o Pré Candidato á Vereador Deivinho na Cerimonia de Adesão a Candidatura da Senhora Rosana Magalhães.

Cidade de Ubatã Localizada no Sul da Bahia

Aqui a 2ª Entrada da Cidade de Ubatã
hoje com cerca de 34 Mil Habitantes, tem uma população hospitaleira e Amigável, e temos muitas Culturas, Artes,Agriculturas,Pecuária, dentre outras Culturas,Esporte,Capoeira,Judô,Karatê, Kikbox, Academias de Musculação Religião, Igrejas Pentecostais, Igrejas  Católicas, Colégio Estadual e Municipal e Colégios Particulares Agencias Bancarias Bradesco, Banco do Brasil, e Casa Lotérica, Hospital, Estadio de Futebol entre Outros.
 Aqui á Imagem Aérea da Cidade de Ubatã Bahia
Aqui os Canoístas no Rio das Contas no Torneio de Canoagem
Aqui a Secagem Natural e Solar do Cacau
 Aqui a 1ª Entrada da Cidade
Aqui  a Lavoura do Cacau
 Aqui o Brasão da Cidade de Ubatã Bahia
Aqui á Prefeita Atual á Senhora Simeia Queiroz
Aqui a Sede da Radio Ubatã FM 91,9 Precedente Majoritário Drº Edson Neves da Silva
Aqui a Futura Pré Candidata á Prefeita da Cidade de Ubatã para o Ano de 2016, Rosana Magalhães.
Aqui a Sede da Prefeitura Municipal da Cidade de Ubatã

O GIRO DA NOTICIA NACIONAL

"Fica provado que houve armação para nomeá-lo", opina Lúcio Vieira Lima

Após divulgação de áudios, manifestantes promovem panelaço em Salvador

Após divulgação de áudios, manifestantes promovem panelaço em Salvador

“O que ocorreu hoje foi uma arbitrariedade”, diz advogado de Lula

“O que ocorreu hoje foi uma arbitrariedade”, diz advogado de Lula

"O mínimo que pedimos é a renúncia", critica Líder do Dem no Senado

"Eles não largarão o poder de forma tranquila", diz Eliana Calmon sobre governo

"Antecipação do Diário Oficial não garante foro especial", diz ex-ministra

PRB rompe com o governo após vazar conversas de Lula

PRB rompe com o governo após vazar conversas de Lula

Em áudio, Lula xinga Cunha, Renan e critica STF e Congresso Nacional

Em áudio, Lula xinga Cunha, Renan e critica STF e Congresso Nacional

Manifestações movimentam Brasília, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte

Manifestações movimentam Brasília, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte

Para Imbassahy, nomeação de Lula é uma tapa na cara da sociedade

Para Imbassahy, nomeação de Lula é uma tapa na cara da sociedade

Jornal da Cidade volta em edição especial às 20 horas nesta quarta

Jornal da Cidade volta em edição especial às 20 horas nesta quarta

Edição extra do Diário Oficial traz nomeação de Lula e criação de novo ministéri

Edição extra do Diário Oficial traz nomeação de Lula e criação de novo ministéri

Moro diz que não há indícios que Dilma tenha agido

Moro diz que não há indícios que Dilma tenha agido "de forma inapropriada"

Aleluia é relator na Câmara de projeto que prevê mudanças no Pré-Sal

Aleluia é relator na Câmara de projeto que prevê mudanças no Pré-Sal

Procissão modifica tráfego em Amaralina neste sábado; confira

Procissão modifica tráfego em Amaralina neste sábado; confira

Sérgio Moro retira sigilo da Lava Jato e revela telefonema entre Dilma e Lula

Sérgio Moro retira sigilo da Lava Jato e revela telefonema entre Dilma e Lula