Web Radio Jesus Cristo Gospel: 2016-01-24

domingo, 24 de janeiro de 2016

Noruega suspende temporariamente expulsão de migrantes para Rússia a -30°C

Refugiados em bicicletas ao longo da fronteira entre Noruega e Rússia em novembro de 2015
O governo da Noruega decidiu suspender, temporariamente, a expulsão de imigrantes para a Rússia, após as críticas de ONGs e de especialistas que denunciaram os riscos de que sejam abandonados à própria sorte, em meio a temperaturas polares.
"Até o próximo aviso, não haverá mais deportações em Storskog. As autoridades fronteiriças russas querem mais coordenação a esse respeito", declarou o Ministério norueguês das Relações Exteriores, em referência ao posto limítrofe 400 quilômetros ao norte do círculo polar.
Com o termômetro a -30°C, esta semana, a Polícia norueguesa acompanhou de carro 13 migrantes até a fronteira.
Uma circular emitida em novembro passado pelo governo de direita ordena a expulsão dos imigrantes provenientes de um país considerado "seguro", como a Rússia, sem examinar a fundo o pedido de asilo.
De Davos, o chanceler da Noruega, Borge Brende, disse à rede de televisão NRK que as autoridades russas fizeram contato com o governo pelo tema da deportação, citando preocupações com "segurança".
Membro do espaço Schengen de livre-circulação de pessoas, mas não da União Europeia (UE), o país nórdico está decidido a expulsar quase todas as 5.500 pessoas que chegaram a seu território no ano passado pela "rota do Ártico", via Rússia.
Algumas delas não cumprem os requisitos de direito a asilo, porque moravam legalmente na Rússia. O diretor para a Europa do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Vincent Cochetel, teme que essa medida afete os refugiados, sobretudo, os sírios.
"Mas ainda não se dispõe de um procedimento de asilo que funcione perfeitamente na Rússia", alerta Cochetel.

Força Aérea dos EUA diz que míssil nuclear foi danificado em 2014, diz AP

WASHINGTON (Reuters) - A Força Aérea dos Estados Unidos afirmou que erros de manutenção de três membros da força danificaram um míssil nuclear em seu silo em 2014, provocando uma investigação sobre o acidente, disse a Associated Press nesta sexta-feira.
O acidente aconteceu em 17 de maio de 2014, mas a Força Aérea explicou as consequências somente nesta sexta, depois de ser questionada pela Associated Press, disse a agência de notícias.
A Força Aérea divulgou um comunicado e um breve resumo dos resultados da investigação, e disse que o acidente não colocou a segurança pública em risco, ainda de acordo com a agência, que disse também que a Força Aérea se recusou a dar detalhes sobre o acidente, alegando que eles são sigilosos. O local do acidente foi uma área remota do nordeste do Estado norte-americano do Colorado.

Eduardo Cunha planeja abrir investigação do Carf

Presidente da Câmara é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sob acusação de corrupção

Eduardo Cunha planeja abrir investigação do Carf  | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

Após abrir o processo de impeachment e articular a desidratação da candidatura governista para a liderança do PMDB, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mantém sob sigilo seus planos para o governo em 2016. Mas um item de sua ofensiva contra o Palácio do Planalto já está definido. Cunha vai criar a CPI do Carf.

A comissão parlamentar de inquérito será criada para investigar denúncias de fraudes contra a Receita Federal de bancos e grandes empresas, mediante supostos pagamentos de propinas para manipular os resultados dos julgamentos pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais de casos de sonegação fiscal.

O autor do requerimento de criação da CPI, João Carlos Bacelar (PR-BA), ficará com um dos postos de comando da comissão - a presidência ou a relatoria. O outro cargo ainda será negociado em fevereiro, quando terminar o recesso parlamentar. O deputado tem uma preferência. "Acho que a relatoria é um trabalho mais técnico e estudei o tema, me aprofundei", afirmou. Cunha é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sob acusação de corrupção.

A prioridade da CPI, segundo Bacelar, é o sistema financeiro e o setor automotivo. Ele disse querer convocar executivos de bancos e montadoras para prestar depoimento à comissão. O envolvimento de políticos, no entanto, deve ficar de fora do alvo da CPI. "Temos que ir primeiro em cima dos bancos, que deram origem a essa confusão toda. Depois, sistema automotivo. Acho que não temos que polemizar a política, de Lula, de Dilma", disse o autor do requerimento.

No ano passado, o jornal O Estado de S. Paulorevelou suspeitas de compra de Medidas Provisórias (MPs) e pagamento de propina a integrantes do Carf. De acordo com investigações da Operação Zelotes, MPs teriam sido editadas durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva para favorecer montadoras de veículos.

Como a compra de MPs foi revelada apenas meses depois da apresentação do requerimento, o tema deve ficar de fora dos trabalhos da comissão, assim como ocorreu na CPI do Carf realizada no ano passado no Senado.

Senado


A CPI do Carf no Senado terminou em dezembro de 2015 recomendando o indiciamento de 28 pessoas, a maioria ex-conselheiros do Carf, lobistas e servidores públicos. Da base aliada ao governo, a relatora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) não pediu o indiciamento de nenhum político nem de suspeitos de participar da "compra" de medidas provisórias em 2009 e 2010 para favorecer o setor automotivo, entre eles o ex-ministro Gilberto Carvalho e Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula.

O presidente da CPI no Senado, Ataídes Oliveira (PSDB-TO), pediu ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), suplente do colegiado, que apresentasse um relatório paralelo pedindo o indiciamento de pessoas envolvidas na compra das MPs. O voto em separado não chegou a ser analisado pelos senadores.

Sonda identifica possível gorila e camelo em Marte

Um gorila e um camelo foram encontrados em imagens feitas em Marte pela Nasa. Pelo menos é isto que algumas pessoas tem visto entre as imagens divulgadas pela agência espacial norte-americana. Na realidade, a teoria já existe desde 2012, no entanto ninguém antes teria percebido a possibilidade de haver um camelo na imagem também.
No vídeo criado para explicitar a desconfiança, o cidadão que levantou a hipótese misteriosa comentou: “Esta foto tirada pela câmera de expedição em Marte pode registrar uma prova no que diz respeito à civilização existente no planeta”. Ele ainda comenta que, caso houvesse cor na foto, ficaria muito mais claro enxergar os contornos. “Quando nós aproximamos a imagem é possível ver o que se parece com um gorila ou um grande urso”, comenta.
Ver as imagens
A Nasa não comentou a respeito da imagem, o que aumentaria talvez ainda mais a curiosidade daqueles que acreditam que realmente já pode haver vida no planeta vermelho. O que você enxerga?

Datena perde a linha ao vivo ao falar sobre desistência em corrida eleitoral




Poucos dias após anunciar oficialmente sua desistência na corrida pela prefeitura de São Paulo, o apresentador José Luiz Datena se irritou com seus críticos. Por conta disso, esbravejou ao vivo em seu programa na Band.
Sem citar nomes, Datena aproveitou o espaço que tem nas tardes da emissora paulista com o “Brasil Urgente” para rebater críticas. Segundo ele, muitos afirmam que sua quase-candidatura foi “oportunismo”.
“Aliás, tem um sujeito metendo o pau em mim e dizendo que sou oportunista. Ô idiota, ô imbecil eu nem vou falar seu nome. Ser oportunista para quê? Você que é um idiota! Eu não vou falar seu nome pra não dar moral pra você, se você cair na Paulista ninguém te socorre, porque ninguém te conhece. Imbecil!”, esbravejou o apresentador.
Desde que anunciou que poderia ser candidato à prefeitura de São Paulo, Datena foi alvo de diversas críticas. Entre seus principais críticos estão o jornalista Xico Sá e o professor Marco Antonio Villa — ambos fizeram comentários recentes sobre a intenção do apresentador.
Datena anunciou em seu programa na rádio Bradesco Esportes FM, também do grupo Bandeirante, sua desistência. Segundo o apresentador, os motivos foram as seguidas denúncias de corrupção contra o PP, partido pelo qual ele se candidataria se seguisse na disputa do pleito.

O planeta Terra sofrerá uma catástrofe

Stephen Hawking advertiu mais uma vez que a humanidade poderia provocar sua própria destruição antes de ter a oportunidade de estabelecer colônias espaciais.
Stephen Hawking (em foto de 2008) tem sido muito franco sobre seus temores de que uma civilização avançada possa destruir a humanidade.
Em uma recente Conferência proferida na Inglaterra, o famoso físico apontou uma guerra nuclear, vírus modificados geneticamente e o aquecimento global como os prováveis culpados. De acordo com Hawking, as probabilidades de que ocorra uma catástrofe planetária nos próximos milênios são bastante elevadas.
“Embora a possibilidade de uma catástrofe no planeta Terra em um determinado ano possa ser bastante baixa, ela vai se incrementando ao longo do tempo e se transforma em quase uma certeza nos próximos mil ou dez mil anos”, disse Hawking para o público de uma sessão aberta da Q&A, depois de proferir sua palestra anual para a BBC Reith Lectures, na Radio 4 da Inglaterra.
“Os seres humanos poderiam sobreviver se colonizassem outros planetas e estrelas antes que o desastre ocorra,” disse ele.
“Mas agora estamos entrando em um período particularmente perigoso, já que os seres humanos ainda não estabeleceram um plano de backupcósmico,” acrescentou ele.
“Nós não vamos estabelecer colônias autossustentáveis no espaço, pelo menos não nos próximos cem anos, então temos que ser muito cuidadosos durante este período,” disse Hawking.
Os alertas repetidos
Esta não é a primeira vez que o físico teórico tem advertido sobre a terrível ameaça que afetará o planeta. No início do ano passado,Hawking advertiu “que a agressividade humana constitui uma ameaça que poderia aniquilar todos nós.” Ele também falou sobre o risco potencial das ameaças não humanas e manifestou a preocupação de que a inteligência artificial poderia causar o fim da raça humana. Hawking e o empresário bilionário Elom Musk alertaram para os perigos dos “robôs assassinos” [usados para propósitos militares]. Ambos assinaram uma carta pública no ano passado instando os líderes mundiais a proibir a fabricação dos robôs.
Mas apesar de seus prognósticos sombrios, Hawking não acredita que a catástrofe seja inevitável. Embora acredite que o perigo esteja despontando no horizonte, Hawking disse que é um “otimista” e crê que a humanidade pode superar os riscos com os quais se depara.
Hawking, que tem feito um trabalho pioneiro sobre os buracos negros, a teoria das cordas e outros tópicos da física teórica, tem uma perspectiva otimista sobre sua própria vida e época.
“Do meu ponto de vista, esta tem sido uma época gloriosa para estar vivo e fazer pesquisas no campo da física teórica. Não há nada como o momento ‘eureca’, quando você descobre algo que ninguém conhecia antes”, disse Hawking.