Web Radio Jesus Cristo Gospel: 2015-11-29

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Criaturas espirituais — como nos afetam?

  • Será que os anjos ajudam as pessoas?
  • Como os espíritos maus têm influenciado os humanos?
  • Precisamos ter medo dos espíritos maus?
1. Por que devemos desejar aprender a respeito dos anjos?
CONHECER uma pessoa normalmente inclui aprender algo sobre a família dessa pessoa. Do mesmo modo, conhecer a Jeová Deus inclui conhecer também sua família angélica. A Bíblia chama os anjos de “filhos de Deus”. (Jó 38:7) Assim, que lugar os anjos ocupam no propósito de Deus? Desempenham algum papel na história humana? Será que afetam a sua vida? Em caso afirmativo, como?
2. Qual é a origem dos anjos, e quantos deles existem?
A Bíblia menciona anjos centenas de vezes. Vejamos algumas dessas referências, para aprendermos mais a respeito deles. Qual é a origem dos anjos? Colossenses 1:16 diz: “Por meio dele [Jesus Cristo] foram criadas todas as outras coisas nos céus e na terra.” Assim, todas as criaturas espirituais chamadas anjos foram criadas individualmente por Jeová Deus por meio de seu Filho primogênito. Quantos anjos existem? A Bíblia indica que foram criados centenas de milhões de anjos, e todos são poderosos. — Salmo 103:20. *
3. O que Jó 38:4-7 diz a respeito dos anjos?
 A Palavra de Deus, a Bíblia, diz que, quando a Terra foi criada, “todos os filhos de Deus davam gritos de louvor”. (Jó 38:4-7) Portanto, os anjos já existiam muito antes da criação dos humanos, até mesmo antes da criação da Terra. Esse texto bíblico mostra também que os anjos têm sentimentos, pois diz que ‘juntos gritavam de alegria’. Note que “todos os filhos de Deus” se alegraram juntos. Naquele tempo, todos os anjos pertenciam a uma família unida que servia a Jeová.

APOIO E PROTEÇÃO DE ANJOS

4. De que modo a Bíblia mostra que os anjos fiéis se interessam pelas atividades humanas?
Desde que foram testemunhas da criação dos primeiros humanos, as fiéis criaturas espirituais têm demonstrado profundo interesse no crescimento da família humana e no desenrolar do propósito de Deus. (Provérbios 8:30, 31; 1 Pedro 1:11, 12) Com o passar do tempo, porém, os anjos observaram que a maior parte da família humana havia deixado de servir ao amoroso Criador. Isso sem dúvida entristeceu os anjos fiéis. Por outro lado, cada ser humano que retorna para Jeová é motivo de “alegria entre os anjos”. (Lucas 15:10) Visto que eles têm tal interesse profundo no bem-estar dos que servem a Deus, não é de admirar que ele repetidas vezes os tenha usado para fortalecer e proteger seus servos fiéis na Terra. (LeiaHebreus 1:7, 14.) Veja alguns exemplos.
Um anjo protegendo Daniel na cova dos leões
“Meu Deus enviou seu anjo e fechou a boca dos leões.” — Daniel 6:22
5. Que exemplos de apoio angélico encontramos na Bíblia?
Dois anjos ajudaram Ló e suas filhas a sobreviver à destruição das perversas cidades de Sodoma e Gomorra, conduzindo-os para fora daquela área. (Gênesis 19:15, 16) Séculos mais tarde, o profeta Daniel foi lançado numa cova de leões, mas ele não sofreu nenhum dano e disse: “Meu Deus enviou seu anjo e fechou a boca dos leões.” (Daniel  6:22) No primeiro século EC, um anjo libertou o apóstolo Pedro da prisão. (Atos 12:6-11) Além disso, anjos apoiaram Jesus no início de seu ministério terrestre. (Marcos 1:13) E, pouco antes da morte de Jesus, um anjo apareceu-lhe e “o fortaleceu”. (Lucas 22:43) Isso deve ter dado muito revigoramento a Jesus naqueles momentos tão importantes de sua vida.
6. (a) De que modo os anjos protegem o povo de Deus hoje em dia? (b) Que perguntas consideraremos agora?
Hoje em dia, os anjos não aparecem mais de modo visível para o povo de Deus na Terra. Embora sejam invisíveis aos olhos humanos, os poderosos anjos de Deus ainda protegem seu povo, em especial contra qualquer coisa espiritualmente prejudicial. A Bíblia diz: “O anjo de Jeová acampa ao redor dos que O temem, e ele os socorre.” (Salmo 34:7) Por que essas palavras devem ser de grande consolo para nós? Porque existem perigosas criaturas espirituais perversas que desejam nos destruir! Quem são elas? De onde se originaram? Como é que tentam nos prejudicar? Para descobrir isso, vejamos brevemente algo que ocorreu no início da história humana.

CRIATURAS ESPIRITUAIS INIMIGAS

7. Até que ponto Satanás conseguiu desviar pessoas de Deus?
Como vimos no Capítulo 3 deste livro, um dos anjos desenvolveu o desejo de governar outros e, assim, rebelou-se contra Deus. Mais tarde, esse anjo ficou conhecido como Satanás, o Diabo. (Apocalipse 12:9) Depois que enganou Eva, nos 16 séculos seguintes Satanás conseguiu afastar de Deus quase todos os humanos, com exceção de alguns fiéis, como Abel, Enoque e Noé. — Hebreus 11:4, 5, 7.
8. (a) Como alguns anjos se tornaram demônios? (b) Para sobreviver ao Dilúvio dos dias de Noé, o que os demônios tiveram de fazer?
Nos dias de Noé, outros anjos se rebelaram contra  Jeová. Eles abandonaram seu lugar na família celestial de Deus, vieram à Terra e assumiram corpos carnais. Por quê? Lemos em Gênesis 6:2: “Os filhos do verdadeiro Deus perceberam que as filhas dos homens eram bonitas. E eles tomaram como esposas todas as que escolheram.” Mas Jeová não permitiu que as ações desses anjos e a resultante corrupção da humanidade continuassem. Ele causou um dilúvio global sobre a Terra, aniquilou todas as pessoas más e preservou apenas seus servos fiéis. (Gênesis 7:17, 23) Assim, os anjos rebeldes, ou demônios, foram obrigados a abandonar seus corpos carnais e voltar para o céu como  criaturas espirituais. Eles tinham tomado o lado do Diabo, que desse modo se tornou “governante dos demônios”. — Mateus 9:34.
9. (a) O que aconteceu com os demônios quando voltaram para o céu? (b) O que consideraremos a respeito dos demônios?
Quando voltaram para o céu, os anjos desobedientes foram tratados como excluídos, como o governante deles, Satanás. (2 Pedro 2:4) Embora estejam agora impossibilitados de assumir corpos humanos, eles ainda exercem uma péssima influência sobre os humanos. De fato, com a ajuda desses demônios, Satanás “está enganando toda a terra habitada”. (Apocalipse 12:9; 1 João 5:19) Como? Os demônios usam, em especial, métodos que visam enganar as pessoas. (Leia2 Coríntios 2:11.) Vejamos alguns desses métodos.

COMO OS DEMÔNIOS ENGANAM

10. O que é ocultismo?
10 Para enganar as pessoas, os demônios usam o ocultismo. O ocultismo envolve contato com os demônios, tanto de modo direto como por meio de alguém que invoca espíritos. A Bíblia condena o ocultismo e nos alerta que evitemos qualquer coisa relacionada com ele. (Gálatas 5:19-21) Os demônios usam o ocultismo assim como os pescadores usam a isca. O pescador usa diferentes iscas para pegar diferentes tipos de peixe. Do mesmo modo, os espíritos maus usam diferentes formas de ocultismo para trazer todo tipo de pessoas sob sua influência.
11. O que é adivinhação, e por que devemos evitá-la?
11 Um tipo de isca que os demônios usam é a adivinhação. O que é adivinhação? É uma tentativa de saber alguma coisa a respeito do futuro ou de algo desconhecido. Existem várias formas de adivinhação, como astrologia, uso de cartas de tarô ou de bolas de cristal, quiromancia  e busca de presságios, ou sinais, misteriosos nos sonhos. Embora muitos pensem que praticar a adivinhação é inofensivo, a Bíblia mostra que os adivinhos e os espíritos maus trabalham juntos. Por exemplo, Atos 16:16-18 menciona “um demônio de adivinhação” que capacitava uma jovem a praticar adivinhação. Mas ela perdeu essa capacidade quando o demônio foi expulso dela.
1) Uma tabela de astrologia; 2) Uma pessoa examinando a palma da mão de uma mulher; 3) Um homem usando cartas de tarô; 4) Uma bola de cristal
Os demônios usam vários meios de enganar as pessoas
12. Por que é perigoso tentar se comunicar com os mortos?
12 Outro modo de os demônios enganarem as pessoas é por incentivá-las a consultar os mortos. Pessoas que choram a perda de um ente querido muitas vezes são enganadas com ideias falsas a respeito dos mortos. Alguém que invoca espíritos pode dar informações especiais ou falar usando uma voz que pareça ser a de um falecido. Com isso, muitos se convencem de que os mortos estão de fato vivos e que contatá-los ajudará os vivos a suportar a tristeza. Mas qualquer “consolo” desse tipo é realmente falso, além de perigoso. Por quê? Porque os demônios podem imitar a  voz de uma pessoa morta e dar a alguém que invoca espíritos informações a respeito dela. (1 Samuel 28:3-19) Além do mais, como vimos noCapítulo 6, os mortos deixam de existir. (Salmo 115:17) Assim, ‘quem consulta os mortos’ é enganado pelos espíritos maus e age contrário à vontade de Deus. (Leia Deuteronômio 18:10, 11; Isaías 8:19) Portanto, esteja determinado a rejeitar essa perigosa isca usada pelos demônios.
13. O que conseguiram fazer muitos que antes temiam os demônios?
13 Os espíritos maus não apenas enganam, mas também apavoram as pessoas. Hoje, Satanás e seus demônios sabem que lhes resta “pouco tempo” antes de serem colocados fora de ação, e eles são agora mais perversos do que nunca. (Apocalipse 12:12, 17) Mesmo assim, milhares de pessoas que viviam diariamente com pavor desses espíritos maus conseguiram se libertar. Como? O que a pessoa pode fazer, mesmo se já estiver envolvida com o ocultismo?

COMO RESISTIR AOS ESPÍRITOS MAUS

14. Assim como os cristãos do primeiro século em Éfeso, como podemos nos libertar dos espíritos maus?
14 A Bíblia diz como podemos resistir aos espíritos maus e como nos libertar deles. Veja o exemplo dos cristãos do primeiro século na cidade de Éfeso. Alguns deles praticavam o ocultismo antes de se tornarem cristãos. Quando decidiram libertar-se do ocultismo, o que fizeram? A Bíblia diz: “Um bom número dos que haviam praticado artes mágicas juntaram seus livros e os queimaram diante de todos.” (Atos 19:19) Por destruírem seus livros de magia, aqueles novos cristãos deram um exemplo para aqueles que desejam resistir aos espíritos maus hoje em dia. Pessoas que desejam servir a Jeová precisam livrar-se de todas as coisas ligadas ao ocultismo. Isso inclui livros, revistas, filmes, pôsteres e músicas que incentivam a prática do ocultismo e fazem-no parecer atraente e emocionante.  Inclui também amuletos ou outros itens usados para proteção contra o mal. — 1 Coríntios 10:21.
15. Para resistir às forças espirituais perversas, o que temos de fazer?
15 Alguns anos depois de os cristãos em Éfeso terem destruído seus livros de magia, o apóstolo Paulo escreveu-lhes: “Temos uma luta . . . contra as forças espirituais malignas.” (Efésios 6:12) Os demônios não haviam desistido. Eles ainda tentavam aproveitar-se dos humanos. Assim, o que mais aqueles cristãos tinham de fazer? “Além de tudo isso”, disse Paulo, “usem o grande escudo da fé, com o qual poderão apagar todas as flechas ardentes do Maligno [Satanás]”. (Efésios 6:16) Quanto mais forte for o nosso escudo da fé, maior será a nossa resistência às forças espirituais perversas. — Mateus 17:20.
16. Como podemos fortalecer a nossa fé?
16 Como, então, podemos fortalecer a nossa fé? Pelo estudo da Bíblia. A firmeza de uma muralha depende muito da solidez de sua fundação. Do mesmo modo, a firmeza de nossa fé depende muito da solidez de sua base, que é o conhecimento exato da Palavra de Deus, a Bíblia. Se lermos e estudarmos a Bíblia diariamente, a nossa fé ficará firme. Como uma muralha forte, tal fé nos protegerá contra a influência de espíritos maus. — 1 João 5:5.
17. Que medida é necessária para resistir aos espíritos maus?
17 Que outra medida aqueles cristãos em Éfeso tinham de tomar? Eles precisavam de mais proteção, pois viviam numa cidade cheia de demonismo. Assim, Paulo lhes disse: ‘Com toda forma de oração e súplica, em todas as ocasiões, continuem orando no espírito.’ (Efésios 6:18) Visto que nós também vivemos num mundo cheio de demonismo, orar com fervor a Jeová pedindo sua proteção é essencial para resistir aos espíritos maus. Naturalmente, temos de usar o nome de Jeová nas nossas orações. (Leia Provérbios 18:10.)Assim, temos de persistir em orar a Deus para que  ele ‘nos livre do Maligno’, Satanás, o Diabo. (Mateus 6:13) Jeová atenderá essas orações sinceras. — Salmo 145:19.
18, 19. (a) Por que podemos ter certeza da vitória na luta contra as criaturas espirituais perversas? (b) Que pergunta será respondida no próximo capítulo?
18 Os espíritos maus são perigosos, mas não precisaremos viver com medo deles se resistirmos ao Diabo e nos achegarmos a Deus fazendo a sua vontade. (Leia Tiago 4:7, 8.) O poder dos espíritos maus é limitado. Eles foram punidos nos dias de Noé e receberão a condenação final no futuro. (Judas 6) Lembre-se, também, que nós temos a proteção dos poderosos anjos de Jeová. (2 Reis 6:15-17) Esses anjos estão muito interessados em ver que resistimos com êxito aos espíritos maus. Os anjos justos torcem por nós, por assim dizer. Portanto, devemos permanecer achegados a Jeová e à sua família de fiéis criaturas espirituais. É preciso evitar também todo tipo de ocultismo e sempre aplicar os conselhos da Palavra de Deus. (1 Pedro 5:6, 7; 2 Pedro 2:9) Nesse caso, podemos ter certeza da vitória na luta contra as criaturas espirituais perversas.

OS TÍMIDOS , OS INCRÉDULOS E OS MENTIROSOS

Assunto: Deslealdade à Palavra do Senhor Jesus Cristo.
Apocalipse. 21:7,8 - Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
São pessoas que dão mais valor ao seu status; falando de si mesmo, do que da Palavra de Deus. São crentes acomodados que desistem de lutar espiritualmente e se deixam vencer, são medrosos, covardes e incrédulos.
Marcos. 8:34,35 - E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. 1Tess. 2:4-  Mas, como fomos aprovados de Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não como para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações. 2Tess. 2:12- Para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na iniquidade.
Há pessoas que já foram crentes em Jesus Cristo mas foram vencidas por vários pecados como os já citados. Ser crente, e, continuar praticando a iniqüidade, é abominável a Deus.
Hoje se anuncia que é possível ser filho de Deus - os imorais, idólatras e mentirosos, adúlteros, efeminados e homicidas, sendo que estão nesta prática; pois dizem que todos são filhos de Deus, e que Deus é amor. Tais pessoas contradizem a “Palavra de Deus” – afirmando que “ Uma vez salvo…para sempre salvo…” Leia, se possível, agora. – Apocalipse. 2:7 e 3:3.
1Corintios. 6:6 a 10 – Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis. Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano? Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos. Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. Gálatas. 5:19 a 21- Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Efésios. 5:1 a 7.
Estas palavras são advertência a todos, inclusive para os que estão dentro da igreja, acham que Deus tolera mentiras, João termina o livro de Apocalipse com a possibilidade de perderem nossa parte da Árvore da Vida na Cidade Santa. Evitemos essa atitude descuidada em relação a qualquer parte da Sagrada Escritura.
Outra atitude é a de apartarmos por crer somente em determinadas partes da Revelação de Deus, e rejeitarmos outras que não gostamos, porque se enquadra com nossos atos pecaminosos.
Apocalipse. 22:19- E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.
A mentira pequena passa despercebida, mas isso é um engano de Satanás. Os que cometem o ato de ensinar a Palavra de Deus distorcida, citando versículos isolados fora do contexto, estarão fora do Reino Eterno de Deus. A mentira é o pecado final da condenação na Bíblia Sagrada; possivelmente, porque foi este pecado que levou a queda da raça humana. (Gên: 3: 1 a 5).
João. 8:44 – Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

Falsos ensinos, idolatria e invocação de espíritos

SENHOR Deus, Criador do Universo, é justo, sábio e amoroso. Em Seu infinito esplendor, Ele não divide glórias com ninguém, mas é louvado por toda a criação, de modo que toda a natureza (física e espiritual) obedece aos Seus comandos.

“A voz do Senhor é ouvida sobre as águas; o glorioso Deus troveja, e sobre os mares se ouve a sua voz. A voz do Senhor é cheia de poder e majestade; a sua voz quebra as árvores de cedro, quebra até os cedros dos montes Líbanos.” (Salmo 29)


“Ó Deus, quando as águas te viram, ficaram com medo, as profundas águas do mar tremeram. [...] Tu andaste pelo meio do mar, abriste caminho no oceano profundo, mas ninguém viu as marcas dos teus pés.”(Salmo 77)

Mesmo os anjos são servos dele, fiéis executores de sua vontade, que se deleitam em adorá-lo e cantar-lhe louvores:

“O Senhor estabeleceu o seu trono nos céus, e como rei domina sobre tudo o que existe.
 
Bendigam ao Senhor, vocês, seus anjos poderosos, que obedecem à sua palavra.
 
Bendigam ao Senhor, todos os seus exércitos, vocês, seus servos, que cumprem a sua vontade.
 
Bendigam ao Senhor, todas as suas obras em todos os lugares do seu domínio. Bendiga ao Senhor a minha alma!” (Salmo 103:19-22)

 
“Apareceu junto com o anjo uma multidão de outros anjos, como se fosse um exército celestial. Eles cantavam hinos de louvor a Deus, dizendo:
 
- Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem!” (Lucas 2:13-14)

“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria" (Provérbios 9:10). Na carta aos romanos, o apóstolo Paulo fala sobre a culpa da humanidade, porque o homem sempre teve discernimento suficiente para perceber a existência de Deus e curvar-se diante de sua grandeza, que Ele manifesta pelas obras da criação. Porém, estas (as obras da criação – luz, fogo, água, astros celestes, os diversos animais, os homens e mulheres, por mais dignos que sejam) não são divindades, mas criações de Deus, de forma que não se lhes deve prestar culto.


(Romanos 1:18-32)
 
18. Do céu Deus revela a sua ira contra todos os pecados e todas as maldades das pessoas que, por meio das suas más ações, não deixam que os outros conheçam a verdade a respeito de Deus.
 
19. Deus castiga essas pessoas porque o que se pode conhecer a respeito de Deus está bem claro para elas, pois foi o próprio Deus que lhes mostrou isso.
 
20. Desde que Deus criou o mundo, as suas qualidades invisíveis, isto é, o seu poder eterno e a sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma.
 
21. Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão.
 
22. Eles dizem que são sábios, mas são tolos.
 
23. Em vez de adorarem ao Deus imortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão.
 
[...]
 
25. Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram e servem as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém!
 
[...]
 
28. E, como não querem saber do verdadeiro conhecimento a respeito de Deus, ele entregou os seres humanos aos seus maus pensamentos, de modo que eles fazem o que não devem.
 
29. Estão cheios de todo tipo de perversidade, maldade, ganância, vícios, ciúmes, crimes de morte, brigas, mentiras e malícia. Caluniam
30. e falam mal uns dos outros. Têm ódio de Deus e são atrevidos, orgulhosos e vaidosos. Inventam maneiras de fazer o mal, desobedecem aos pais,
31. são imorais, não cumprem a palavra, não têm amor por ninguém e não têm pena dos outros.
32. Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem.


Ao invés de buscar agradar ao Deus Invisível que tudo vê e em tudo nos conhece, desde a Antiga Babilônia os homens preferiram seguir suas inclinações e criar seus próprios deuses para cultuarem, na forma de homens, mulheres, animais, e outras criaturas.



Quem instiga toda essa confusão religiosa? A Bíblia indica satanás, o Diabo, como “o deus deste sistema de coisas” (2 Coríntios 4:4). A palavra de Deus nos ensina que “aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido aos demônios, e não a Deus” (1 Coríntios 10:20). Temos, então, de adorar o verdadeiro Deus, e não nos deixar ser enganados por falsas doutrinas e falsos profetas.


É preciso cuidado, pois satanás se disfarça em anjo de luz (2 Coríntios 11:14) para fazer-nos desviar do verdadeiro culto ao Senhor. É engraçado como muitas religiões e seitas utilizam-se do nome do Senhor Jesus e das próprias Escrituras Sagradas para fundamentar seus postulados, mas corrompem o sentido e a integridade da Bíblia (isso será confirmado adiante). Acabam, sem querer, revelando sua fragilidade ao tentar confirmar seus princípios deturpando a Palavra de Deus.

A título de exemplo, algumas fés propugnam que são as boas obras (caridade) que garantem a salvação da alma, e não a fé em Jesus Cristo pela graça (presente) de Deus; algumas adotam outros livros como segundo evangelho de Cristo; negam sua divindade; outras pregam a evolução espiritual através da sucessão de vidas, carmas, reencarnação; utilizam-se da imagem de Cristo, mas contrariam os mandamentos da Bíblia, e assim por diante.

Quem escolhe aceitar Jesus como o Messias que o Senhor Deus nos prometeu deve saber que não há mais nada a saber fora o que há no Antigo Testamento, e o que Jesus nos ensinou e seus apóstolos confirmaram no Novo Testamento.

(Gálatas, 1:7-8)


7. Na verdade não existe outro evangelho. Porém eu falo assim porque há algumas pessoas que estão perturbando vocês, querendo mudar o evangelho de Cristo.
 
8. Mas, se alguém, mesmo que sejamos nós ou um anjo do céu, anunciar a vocês um evangelho diferente daquele que temos anunciado, que seja amaldiçoado!”
 



Portanto, é na Bíblia que estão a Palavra e a vontade de Deus, e em mais nenhum outro livro ou doutrina. Eu disse nenhum outro livro, mesmo que cite o nome de Jesus. Enquanto pregou entre os homens, o Senhor Jesus nos avisou sobre a chegada de falsos profetas, e também que eles aumentariam em número no fim dos tempos.

Basta olhar para o número absurdo de religiões/seitas existentes hoje em dia, muitas anunciando a vinda de um cristo cósmico (maitreya), que reunirá os adeptos de todas as religiões, e daí para pior.
Quando essa figura aparecer, muitos acharão, em sua cegueira espiritual, que é o "cristo". Porém, será o anticristo.
O cristianismo não pode ser misturado a nenhuma outra crença ou misticismo, porque ele próprio se delimita às Escrituras Sagradas e ao ministério do Messias, Jesus.
Mas tudo isso faz parte do engano, faz parte do plano para afastar todos os homens da verdade.

“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)

 
"E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos." (Atos 2:12)


Sobre as falsas doutrinas, Paulo discorre:


(Coríntios 11:13-15)


13. Aqueles homens são apóstolos falsos e não verdadeiros. Eles mentem a respeito dos seus trabalhos e se disfarçam, apresentando-se como verdadeiros apóstolos de Cristo.
 
14. E isso não é de se admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz.

15. Portanto, não é nada demais que os servidores dele se disfarcem, apresentando-se como pessoas que fazem o bem.


Em suma, o que não se baseia na Bíblia não é cristianismo.
Mas o Senhor não virá resgatar todos os homens, um por um, desse labirinto de enganações, pois o “deus” deste mundo e o pecado os cegou, e, embora seja misericordioso e amoroso, Ele espera que nós o busquemos, que nós possamos refletir e enxergar a torrente de mentiras que nos é imposta, e buscar a verdade, amando-o por vontade própria.

“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós cearemos juntos.” (Apocalipse 3:20)

Já o senhor deste mundo não vai bater à nossa porta, ele já a escancara e entra sem permissão, enquanto não houver o Senhor Deus ali naquela casa. "O ladrão só vem para roubar, matar e destruir" (João 10:10). Eis a diferença.
A melhor maneira de se proteger dos falsos profetas é estudando a Palavra de Deus. Ela nos dá discernimento quanto ao certo e ao errado, o sagrado e o blasfemo. Passemos ao que a Bíblia nos ensina em termos de fé e prática:





IDOLATRIA



(Êxodo 20:2-5 – 10 Mandamentos)


1. E Deus falou todas estas palavras:
 
2. "Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão.

3. "Não terás outros deuses além de mim.

4. "Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra.

5. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor, sou teu Deus.



(Deuteronômio 4:15-19)

15. No dia em que o Senhor lhes falou do meio do fogo no monte Sinai, vocês não viram forma alguma. Portanto, tenham muito cuidado,
16. para que não se corrompam e não façam para si um ídolo, uma imagem de qualquer forma semelhante a homem ou mulher,
17. ou a qualquer animal da terra ou a qualquer ave que voa no céu,
18. ou a qualquer criatura que se move rente ao chão ou a qualquer peixe que vive nas águas debaixo da terra.
19. E para que, ao erguerem os olhos ao céu e virem o sol, a lua e as estrelas, todos os corpos celestes, vocês não se desviem e se prostrem diante deles, e prestem culto àquilo que o Senhor, o seu Deus, distribuiu a todos os povos debaixo do céu.

(Deuteronômio 4:23)
23. Tenham o cuidado de não esquecer da aliança que o Senhor, o seu Deus, fez com vocês; não façam para si ídolo algum com a forma de qualquer coisa que o Senhor, o seu Deus, proibiu.

(Deuteronômio 7:25-26)
25. Queimem todas as imagens dos deuses desses povos. Não cobicem a prata e o ouro que revestem suas imagens, nem fiquem com eles, pois isso seria uma armadilha mortal para vocês. Para o SENHOR, nosso Deus, adorar ídolos é uma coisa detestável.
26. Não levem nenhum ídolo para dentro de suas casas, pois a maldição que está sobre o ídolo estará também sobre vocês. Detestem e odeiem com todo o coração os ídolos, pois o ídolo é uma coisa amaldiçoada.

Há muito mais versículos condenando a idolatria, e eles constam em qualquer Bíblia (seja evangélica ou católica).


Os ídolos protetores do lar são uma tradição antiga, estando presentes em quase todas as civilizações antigas (romana, grega, inca, asteca, etc.), e também entre os hebreus.




Os mandamentos do Senhor foram bem claros.
No entanto, quando Moisés subiu o monte Sinai para falar com Deus, na primeira oportunidade que tiveram, os israelitas desobedeceram a este mandamento. Forjaram um bezerro de ouro para adorar, o que provocou a ira imediata de Deus.





(Êxodo 32:7-8)


7. Então o Senhor disse a Moisés: "Desça, porque o seu povo, que você tirou do Egito, corrompeu-se.
 
8. Muito depressa se desviaram daquilo que lhes ordenei e fizeram um ídolo em forma de bezerro, curvaram-se diante dele, ofereceram-lhe sacrifícios, e disseram: ‘Eis aí, ó Israel, os seus deuses que tiraram vocês do Egito’".


Mesmo muito tempo depois do êxodo, até a época do exílio na Babilônia, o povo de Israel não abandonou a adoração aos ídolos, conforme se pode ver através do que o Senhor falou ao profeta Jeremias:



(Jeremias 7:16-19)


16. Deus disse: —Jeremias, não ore por este povo. Não peça, nem implore em favor deles; não insista comigo, porque eu não atenderei.
 
17. Será que você não vê o que eles andam fazendo nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém?

18. As crianças apanham lenha, os homens acendem o fogo, e as mulheres assam bolos para oferecer à deusa que é chamada de “Rainha do Céu”. Também derramam bebidas como oferta a outros deuses e fazem isso para me irritar e ferir.

19. Mas será que é a mim que eles estão ferindo? Eu afirmo que não! Eles estão ferindo a si mesmos e vão passar vergonha.





Semiramis, deusa babilônica conhecida como "Rainha do Céu"
 
(Isaías 45:20)
 
20. O SENHOR Deus diz: “Venham e ajuntem-se, todos os povos que escaparam com vida, e apresentem-se no tribunal. Não sabem nada as pessoas que oram a deuses que não podem salvá-las, pessoas que fazem procissões, carregando as suas imagens de madeira.



(Salmo 135:15-18)

15. Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens; 

16. têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem;

17. têm ouvidos, mas não ouvem; nem há sopro algum na sua boca.

18. Semelhantemente a eles se tornarão os que os fazem, e todos os que neles confiam.

(Ezequiel 14:1-6)
1. Alguns líderes israelitas vieram me perguntar qual era a vontade do SENHOR.
2. Então o SENHOR me disse o seguinte:
3. —Homem mortal, esses homens deram o seu coração aos ídolos e estão deixando que os ídolos os façam pecar. Será que pensam que vou lhes dar alguma resposta?
4. —Pois bem, diga aquilo que eu, o SENHOR Deus, estou lhes dizendo: “Todo israelita que sente no coração a vontade de adorar ídolos, que está permitindo que eles o façam pecar e que vai consultar um profeta receberá a minha resposta. E será a resposta que os seus muitos ídolos merecem.
5. Todos esses ídolos desviaram o meu povo de mim, porém com a minha resposta espero que ele volte a ser fiel a mim como antes.”
6. —Por isso, diga aos israelitas que eu, o SENHOR Deus, estou dizendo o seguinte: “Arrependam-se e abandonem os seus ídolos nojentos.”



As conseqüências da idolatria são bem claras:



(Gálatas 5:19-21)


19. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, 
 
20. Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,

21. Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus



(Apocalipse 22:15)

15. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, osidólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.



(Apocalipse 21:8)
8. Mas, quanto aos covardes, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.



Por fim:



(I Timóteo 2:5)


5. Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo.
 


INVOCAÇÃO DE ESPÍRITOS



(Levítico 19:26)


26. Não pratiquem adivinhação nem feitiçaria.
 


(Levítico 19:31)

31. Não recorram aos espíritas, nem aos que adivinham o futuro.Isso é pecado e fará com que vocês fiquem contaminados por eles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês.



(Levítico 20:6-7)

6. "Voltarei o meu rosto contra aquele que procurar médiuns e espíritas para segui-los, prostituindo-se com eles. Eu o eliminarei do meio do seu povo.

7. "Consagrem-se, porém, e sejam santos, porque eu sou o Senhor, o Deus de vocês.

(Deuteronômio 18:10-12)
10. Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou dedique-se à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria;
11. ou faça encantamentos; que seja médium ou espírita ou que consulte os mortos.
12. O Senhor têm repugnância por quem pratica essas coisas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, o seu Deus, vai expulsar aquelas nações da presença de vocês.





Está bastante claro que o Senhor abomina atividades de invocação de espíritos. Há várias passagens da Bíblia que mostram a incomunicabilidade dos mortos com os vivos.



(Eclesiastes 9:6)


6. Para eles (mortos) o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram;nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol.
 



(Eclesiastes 12:7)


7. Então nosso corpo voltará para o pó da terra, de onde veio, e o nosso espírito voltará para Deus, que o deu.
 

A parábola do rico e o Lazáro ilustra bem nosso destino após a morte:



(Lucas 16:19-31)


19. Jesus continuou: —Havia um homem rico que vestia roupas muito caras e todos os dias dava uma grande festa.
 
20. Havia também um homem pobre, chamado Lázaro, que tinha o corpo coberto de feridas, e que costumavam largar perto da casa do rico.

21. Lázaro ficava ali, procurando matar a fome com as migalhas que caíam da mesa do homem rico. E até os cachorros vinham lamber as suas feridas.

22. O pobre morreu e foi levado pelos anjos para junto de Abraão, na festa do céuO rico também morreu e foi sepultado.

23. Ele sofria muito no mundo dos mortos. Quando olhou, viu lá longe Abraão e Lázaro ao lado dele.

24. Então gritou: “Pai Abraão, tenha pena de mim! Mande que Lázaro molhe o dedo na água e venha refrescar a minha língua porque estou sofrendo muito neste fogo!

25. —Mas Abraão respondeu: “Meu filho, lembre que você recebeu na sua vida todas as coisas boas, porém Lázaro só recebeu o que era mau. E agora ele está feliz aqui, enquanto você está sofrendo.

26. Além disso, há um grande abismo entre nós, de modo que os que querem atravessar daqui até vocês não podem, como também os daí não podem passar para cá.
27. —O rico disse: “Nesse caso, Pai Abraão, peço que mande Lázaro até a casa do meu pai
28. porque eu tenho cinco irmãos. Deixe que ele vá e os avise para que assim não venham para este lugar de sofrimento.”
29. —Mas Abraão respondeu: “Os seus irmãos têm a Lei de Moisés e os livros dos Profetas para os avisar. Que eles os escutem!”
30. —“Só isso não basta, Pai Abraão!”, respondeu o rico. “Porém, se alguém ressuscitar e for falar com eles, aí eles se arrependerão dos seus pecados.”
31. —Mas Abraão respondeu: “Se eles não escutarem Moisés nem os profetas, não crerão, mesmo que alguém ressuscite.”


Perceba que, nos versículos 30 e 31, a palavra usada é “ressuscitar”, o que significa voltar a viver (como Jesus e o outro Lázaro ressuscitaram), e não “reencarnar” na acepção espírita, e este trecho da carta de Paulo dirime quaisquer dúvidas:

“Aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disso o juízo.” (Hebreus 9:27)



(I Timóteo 4:1-2)


1. O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios.
 
2. Tais ensinamentos vêm de homens hipócritas e mentirosos.


Se é dado aos homens morrer apenas uma vez e ser julgado, indo ao paraíso (seio de Abraão) ou ao inferno, com certeza não são seres humanos que respondem às invocações de espíritos. Mais macabro ainda é o fato de que, muitas vezes, esses “espíritos” sabem tudo sobre nossas vidas e falam como nossos entes queridos falecidos, inclusive, usando a mesma voz.
Quem são então os espíritos que se manifestam? Resposta: demônios.

Vale repetir o que diz Paulo em 2 Coríntios 11:14-15:

“E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras”.

E o que aconteceu com a adivinhadora orientada por um espírito que seguia Paulo?



(Atos dos Apóstolos 16:16-18)


16. Certo dia, indo nós para o lugar de oração, encontramos uma escrava que tinha um espírito pelo qual predizia o futuro. Ela ganhava muito dinheiro para os seus senhores com adivinhações.
 
17. Essa moça seguia a Paulo e a nós, gritando: "Estes homens são servos do Deus Altíssimo e lhes anunciam o caminho da salvação".

18. Ela continuou fazendo isso por muitos dias. Finalmente, Paulo ficou indignado, voltou-se e disse ao espírito: "Em nome de Jesus Cristo eu lhe ordeno que saia dela!" No mesmo instante o espírito a deixou.


Perceba que o que ela anunciou aparentemente era algo bom!
É uma pena que essas doutrinas consigam desviar as pessoas de olharem para Jesus, a verdadeira salvação.
Que o Espírito Santo nos dê o discernimento para separar o certo do errado, a luz das trevas, o caminho correto do labirinto.
Espero ter ajudado, levando, assim, mais almas ao Senhor Jesus.
Graça e paz!V