Magalhães preside a frente
O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB-BA) defendeu hoje, em discurso na Câmara, a realização de um concurso público para suprir vagas existentes na Ceplac. O apelo foi dirigido ao ao Governo Federal e, especificamente, ao Ministério da Agricultura.
Em seu pronunciamento, o comunista ressaltou que há 24 anos não há concurso para o órgão e a situação tende a se agravar, com a iminência de que um grande número de funcionários passe para a inatividade. Em 2016, segundo Magalhães, mais de 60% dos atuais servidores da Ceplac estarão sob aposentadoria compulsória.
“Vão faltar profissionais em todos os níveis e este é um quadro nada promissor para responder às renovações tecnológicas e de mercado de um órgão que precisa de constante oxigenação”, afirmou o deputado.
Magalhães ponderou sobre a importância da Ceplac para o desenvolvimento do plantio e industrialização do cacau na Bahia.  Segundo ele, desde 1957 o órgão acumula conquistas e promove atividades de pesquisa, extensão rural, educação e preparação agrícola. “Caso não ocorra o concurso público, a Ceplac fica fragilizada, o que, evidentemente, afetará toda a cadeia de produção do cacau”, alertou.