Web Radio Jesus Cristo Gospel: 2014-05-18

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A blasfêmia que vai castigar o Autor desta fala e os que com Ele estar

Nem Jesus Cristo Conseguiria Unanimidade Na Convocação, Diz Felipão

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, terá que escolher os 23 jogadores que representarão o Brasil durante os jogos da Copa do Mundo 2014.
Ao falar sobre o processo de convocação, ele afirmou que não conseguirá unanimidade na escolha e disse que nem Jesus conseguiria. “Não quero que seja (unânime). Unanimidade entre 23 escolhidos? Nem Jesus Cristo faria isso. É um milagre que nem ele conseguiria”.
Felipão estava na festa de premiação dos melhores do Campeonato Paulista e foi questionado sobre a escolha dos jogadores que deverá ser anunciada no dia 7 de maio.
“Qualquer jogador brasileiro tem chance de ser convocado”, disse ele diante de diversas especulações dos jornalistas.
“Juca, Pedro, Paulo, qualquer um. Inclusive quem não foi ainda. Todos estão sendo observados. As dúvidas são passadas a vocês (imprensa) para continuarem discutindo, mas nós já temos nosso time definido”, adiantou.
Mesmo com a lista pronta, Felipão está preocupado com alguns nomes que poderão fazer a diferença nos gramados e ajudar o Brasil na conquista do hexacampeonato. Entre eles o jogador Fred, do Fluminense, que tem tido muitas lesões. Outro que Felipão tem interesse é o goleiro Júlio César que está jogando no Canadá.
“Tenho visto com tranquilidade os dois. O Fred está voltando após lesão e vem jogando. O Júlio César também está jogando, independentemente do local. Se a liga é mais forte ou menos forte, não importa. O tiro de meta é igual, o pênalti, o chute. Estar jogando é o que era preciso”, disse.
Habacuque
Cap:2
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.
este e para aqueles que blasfema de Deus e receberá o mais duro castigo.
Habacuque 2:3

Gospel no Giro da Noticia


Fiéis São Crucificados De Verdade Durante Encenação Da Paixão De Cristo

A encenação da paixão de Cristo foi encenada com um realismo excessivo por fiéis da região de San Fernando, ao norte das Filipinas. Cruzes em tamanho real e pregos de aço inoxidável de cinco polegadas foram usados para crucificar fiéis voluntários.
Os voluntários a serem crucificados tiveram as mãos pregadas às suas respectivas cruzes, da mesma forma como a Bíblia narra a crucificação de Jesus. De acordo com informações do jornal Mirror, os fiéis voluntários agonizavam presos às cruzes durante a encenação.
Um dos participantes, o diretor de cinema dinamarquês Lasse Spang Olsen, foi pregado em uma cruz de madeira e sentiu-se mal, precisando ser atendido por paramédicos e levado ao hospital para receber atendimento adequado.
As imagens são chocantes e mostram um certo fanatismo religioso. As Filipinas são um país de maioria católica, e a sexta-feira santa é sempre marcada por exibições extremas de devoção. Um dos voluntários, Ruben Enaje, já foi crucificado 28 vezes seguidas nas últimas três décadas.
crucificacao3
Cineasta é socorrido após passar mal
Cineasta é socorrido após passar mal
Este Rapaz estar Brincando com Deus e recebeu o Seu castigo

Ator Que Interpretou Barrabás Em “Paixão De Cristo” Escreve Livro De Sua Conversão

“Eu não me envergonho de dizer que durante as filmagens eu me converti”, diz o ator italiano Pietro Sarubbi que interpretou Barrabás no filme “Paixão de Cristo” em livro. O ator conta a experiência vivida nas filmagens e na  cena que foi  o inicio da transformação de sua vida. - Confira e comente…
O ator italiano Pietro Sarubbi conta o seu testemunho de conversão ao cristianismo em seu livro “Da Barabba a Gesù: convertitoator-Pedro Sarubbi-interprete-de-barrabas-em-paixao-de-cristo-se-converte-a-jesus da uno sguardo” (“De Barrabás a Jesus: convertido por um olhar”), dando detalhes dos momentos que passou nas filmagens até chegar a cena que durou alguns minutos, mas foi a que definiu a sua escolha de se tornar um seguidor de Jesus (um cristão), e assim dar início a uma nova etapa da sua vida na qual o dom da fé tocou todos os âmbitos do seu ser.
Pedro Sarubbi é um homem aventureiro e nunca teve medo dos desafios da sua profissão de ator. Sendo apenas um adolescente, fugiu de casa e começou a trabalhar em uma companhia de circo. Depois, continuou percorrendo o mundo, acreditando que “em algum lugar poderia preencher aquele vazio espiritual” que o afligia.
Ele passou pelo Mosteiro de Shaolin, na China, para formar-se nas artes marciais. Mas o que ele buscava não estava lá. Então, percorreu o Tibete, aferrado a um voto pessoal de silêncio durante 6 meses, na tentativa de alcançar a iluminação budista. Mas sua angústia existencial continuava, inamovível, apesar dos seus esforços. Praticou meditação na Índia (quase até o esgotamento total) e depois passou um tempo na Amazônia, onde aprendeu a falar português.
E em meio a todas estas viagens, ele mantinha sua carreira de ator, que começou aos 18 anos, participando de obras de teatro, comerciais e cinema italiano independente. Especializou-se em comédia, mas sempre sentia uma leve sensação de fracasso, pois seu sonho era dirigir.
“Eu me sentia como um tigre de Bengala fechado em uma jaula de circo, preparado para o show”, contou. Hollywood pareceu sorrir-lhe quando foi coadjuvante no filme “O capitão Corelli” (2001), mas sua fama não aparecia, nem o vazio existencial o abandonava.
cinema-investe-temas-biblicos-cena-paixao-de-CristoAlguns meses depois daquele filme, “um dia, o telefone tocou e fui convidado a participar de um filme do Mel Gibson. Pensei que este seria mais um filme de ação”. Mas o filme narraria a paixão, morte e ressurreição de Jesus. Sarubbi ficou surpreso. “Nunca imaginei que chegaria a atuar em um filme sobre a Paixão de Cristo, porque, naquele então, eu estava muito longe da Igreja”, recordou.
Sua vontade era interpretar o apóstolo Pedro, e ele ficou desapontado quando Mel Gibson lhe ator-Pedro Sarubbi-interprete-de-barrabas-em-paixao-de-cristo-se-converte-a-jesus-2comentou que o procurou para fazer o papel de Barrabás. “Eu queria interpretar o apóstolo Pedro não por motivos espirituais, mas porque pagavam mais por dia de trabalho e Barrabás apareceria muito pouco no filme.” No entanto, ele acabou aceitando o papel de Barrabás, cuja participação seria breve, mas transformaria sua vida.
ator-Pedro Sarubbi-interprete-de-barrabas-em-paixao-de-cristo-se-converte-a-jesus-3Poucos dias antes de gravar a cena, ele conversou com Mel Gibson, que quis dar-lhe mais detalhes sobre seu personagem: Barrabás não seria simplesmente um bandido pertencente à casta dos zelotes, explicou-lhe o diretor. Mas acrescentou um detalhe que tocou Sarubbi: “Barrabás esteve preso durante muitos anos, foi torturado e levado ao limite, e por isso começou a se tornar esse monstro, que não tem mais palavras. Ele se expressa com o olhar. E foi por isso que escolhi você. Depois de pesquisar sobre a sua vida, percebi que você parece encarnar bem esse animal selvagem e, ao mesmo tempo, guardar no fundo do coração o olhar do homem bom”.
ator-Pedro Sarubbi-interprete-de-barrabas-em-paixao-de-cristo-se-converte-a-jesus-4Poucos dias depois, Sarubbi já estava no set de filmagem, e ficou atônito ao contemplar seu colega, Jim Caviezel, que interpretava Jesus. Faltavam alguns minutos para começar a gravar a cena na qual o povo perdoaria Barrabás e condenaria o Messias. Mas, de repente, Pedro Sarubbi e Barrabás, na alma do ator, tornaram-se um só.
Ao longo da gravação, ele já não atuava, mas vivia os acontecimentos com todo o seu ser. A multidão o aclamou e ele, Barrabás, finalmente foi solto. Desceu alguns degraus e nesse momento seu olhar se cruzou com a ternura infinita dos olhos de Jesus. “Foiator-Pedro Sarubbi-o-barrabas-em-paixao-de-cristo-conta-conversao-em-livros-4 um grande impacto. Eu sentia como se houvesse uma corrente elétrica entre nós. Estava vendo o próprio Jesus.”
O ator italiano contou que, a partir daquele momento, sua vida mudou. Aquela paz que ele havia buscado durante anos, em dezenas de viagens, tinha chegado à sua alma. “Ao olhar para mim, seus olhos não guardavam ódio nem ressentimento, só misericórdia e amor.”
ator-Pedro Sarubbi-interprete-de-barrabas-em-paixao-de-cristo-se-converte-a-jesus-homeNo final do livro, em uma exegese pessoal da história bíblica, Sarubbi explica o motivo da sua gratidão àquele personagem, Barrabás, que ele tanto tinha resistido em interpretar: “Ele é o homem que Jesus salvou da crucificação. Ele representa toda a humanidade”.

Um casal cristão foi condenado à morte no Paquistão por terem insultado o profeta Maomé em mensagens de texto. A decisão partiu do tribunal do leste do país, segundo informou uma fonte da polícia local.
O site do ministério Portas Abertas informou que a defesa dos acusados Shafqat Emmanuel e sua esposa, Shagufta Kausar, deve recorrer da decisão.
O casal mora na cidade de Toba Tek Singh, na província de Punjab. Emmanuel trabalhava de vigilante de uma escola e durante o trabalho teria enviando uma mensagem de texto para o celular da esposa que é empregada doméstica.
O teor da mensagem não foi divulgado, mas ambos foram acusados e condenados pela lei da blasfêmia, sendo primeiramente presos e depois condenados à morte.
Em março o cristão Sawan Masih também foi condenado à morte no Paquistão por cometer o mesmo crime. O caso de Masih provocou protestos em Lahore e igrejas e casas de cristãos foram queimados.
O Paquistão é o oitavo país mais opressor aos cristãos e sua lei antiblasfêmia já condenou muitas pessoas à morte. Apesar de toda essa opressão, membros de entidades eclesiásticas afirmam que há cerca de 4 milhões de cristão no país, o que significa 2% da população.


A Noticia Gospel Atualizada


Globo É O Pior Agente De Satanás No Brasil, Diz Pastor No Gideões

Durante sua participação no 32º Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora, realizado na cidade de Camboriú, Santa Catarina, o pastor Abílio Santana, presidente da Assembleia de Deus Ministério de Madureira em Salvador, Bahia, criticou as políticas de degradação moral que estão sendo implantadas no Brasil.

Abílio sugeriu que poderá se candidatar para ocupar um cargo na Câmara dos Deputados. O pastor assembleiano comparou a postura do deputado federal, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), a de Cristo como cordeiro, mas que se chegar a ocupar um cargo na Câmara mostrará o lado leão de Jesus.

O pastor criticou a PLC 122, a Rede Globo e a postura do deputado Jean Wyllys, ativista gay e um dos principais algozes da bancada evangélica na Câmara. Por diversas vezes Abílio repetiu que não tem medo de responder judicialmente por suas críticas.

Comparando as diversas leis que tramitam na Câmara Federal e no Senado que são contrárias aos valores defendidos pela igreja com o comportamento dos moradores de Sodoma e Gomorra, cidades que foram destruídas por Deus devido o alto índice de promiscuidade, Abílio disse que enquanto a igreja evangélica estiver no Brasil estas leis não serão aprovadas.

“Querem aprovar a liberação da maconha. Já tinha engenheiro agrônomo pronto para começar a trabalhar terra, a qualidade da maconha – essa aqui vale mais, essa aqui vale menos – iam vender na esquina, iam vender carteirinha de cigarro. Presta atenção Satanás: Sodoma não foi destruída enquanto Ló não saiu, não vai bagunçar este país enquanto a igreja estiver na Terra”, disso o pastor.

Abílio Santana também pediu respeito dos políticos ao povo evangélico. O pastor lembrou que os evangélicos representam 38% da nação e que estamos em ano de eleições no país. O líder também criticou as leis que tem condenado evangélicos por pregarem contra as religiões espíritas brasileiras.

O pastor também fez leitura de um trecho bíblico que declara que a homossexualidade era um pecado, cujo a condenação era a morte. O pastor fez leitura do texto em Levítico capítulo 20 versículo 13 para responder a Jean Wyllys que, segundo Abílio, havia declarado que os cristãos deveriam ser mortos.

Sobre a Rede Globo o pastor afirmou que a emissora é o pior agente de Satanás no Brasil e que tem promovido programas televisivos para denegrir a imagem da igreja evangélica e promover a degradação moral no país.


Estudioso Afirma Que O Vício Em Pornografia É O Maior Desafio Das Igrejas

Durante uma palestra na cidade de Nashville, nos Estados Unidos, o diretor-executivo da Associação de Conselheiros Bíblicos Certificados Heath Lambert afirmou que a pornografia é o maior desafio das igrejas.
Para o estudioso, o vício em materiais pornográficos criou a maior crise moral que as congregações podem controlar, sendo mais prejudicial que o divórcio e a homossexualidade.

Lambert aproveitou o momento para alertar que muitos cristãos estão dispostos a irem contra a homossexualidade, mas depois se escondem em suas casas para consumir pornografia.
Por conta da facilidade de encontrar esses materiais pornográficos fica difícil controlar e ajudar aqueles que estão viciados, como explica o diretor para o site The Christian Post.

Sem ter noção de quais sãos os membros da igreja que estão viciados em pornografia, fica difícil oferecer ajuda. Lambert também acredita ser impossível afirmar que quem está firme na igreja não possa cair em tentação.

O melhor caminho para evitar ou controlar o problema seria a orientação. Alertando sobre os perigosos da pornografia as igrejas poderiam amenizar a crise que já está instalada.
Lambert afirmou que as orientações devem começar dentro de casa, cuidando dos filhos para que eles aprendam a lidar com o sexo buscando a pureza sexual. Outro ensinamento para os líderes é que eles desconfie de quem afirma estar evitando a pornografia.

O estudioso diz que os casados precisam ser ensinados a olharem apenas para suas esposas, cuidando para não serem atraídos pela pornografia que valoriza apenas o ato sexual. Com informações The Christian P

Eduardo Campos Afirma Ser Contra A Legalização Do Aborto

O pré-candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco, esteve na cidade de Aparecida, interior de São Paulo, neste último domingo (20) para participar das celebrações da missa de Páscoa.
Diante de milhares de católicos o político afirmou que é contra o aborto, tema que muito interessa aos cristãos, católicos e evangélicos, e que nas eleições de 2010 foi muito debatido pelos candidatos.
“Como cidadão acho que minha posição e a de todos. Não conheço ninguém que seja a favor do aborto”, disse ele quando foi questionado a respeito da liberação da prática.
De acordo com a reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”, Campos ficou constrangido ao falar sobre o assunto diante do cardeal dom Raymundo Damaceno, responsável pelo Santuário de Aparecida.
Na visão dele, que tem Marina Silva como candidata a vice, a lei brasileira sobre o aborto não precisa ser alterada. “A legislação brasileira já é adequada. Ela já prevê as circunstâncias e os casos e eu não vejo razão para que se altere exatamente a legislação que o Brasil já tem”, afirmou.
Essa foi a primeira vez que Eduardo Campos participou de uma missa no Santuário de Aparecida e pode se assentar em uma área reservada para autoridades no altar onde também estava o pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo PT Alexandre Padilha.
Apesar de a declaração ser interpretada como uma tentativa de se aproximar do público religioso, o ex-governador não quis falar sobre as eleições presidenciais com os jornalistas.
“Hoje é dia de Páscoa. Vamos ter o ano todo para conversar sobre isso”, disse ele que depois da missa se reuniu na casa do arcebispo para um café acompanhado de sua família.

Malafaia Aprova Posição De Campos

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da Veja, o pastor Silas Malafaia estaria cada vez mais interessado em apoiar a candidatura de Eduardo Campos.
Com essa declaração de não ser a favor do aborto o pré-candidato conquistou ainda mais a confiança do líder evangélico. Ao lado de Marina Silva, Campos espera conquistar boa parte dos votos dos evangélicos, principalmente entre os pentecostais, já que Marina e Malafaia fazem parte da igreja Assembleia de Deus, a maior denominação do país, segundo o IBGE.